.........

Ipsis Litteris

.........

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou ontem, durante comemoração dos 65 anos da instituição, no Rio, que uma possível operação de venda de ativos da JBS "tem que ser amplamente debatida dentro do conselho de administração" da empresa, na qual a BNDESPar tem participação de 21,3%. A JBS anunciou ontem um plano de desinvestimentos para angariar cerca de R$ 6 bilhões e tentar superar os problemas operacionais e financeiros derivados da delação premiada de seus executivos. "Não houve reunião do conselho de administração, haja visto que eu ainda não estou informado. No máximo, pode ter sido anunciada uma intenção – aliás boa", completou Rabello de Castro. Questionado sobre a possibilidade de o BNDES vender os papéis da companhia que possui, Rabello de Castro preferiu não determinar prazos. "O momento mais adequado de fazer uma alienação é quando a situação dos ativos está bem na curva de preços, e não quando está eventualmente subavaliada. E essa empresa passa por um momento muito delicado. Nós somos acionistas extremamente relevantes, compondo um bloco relevante. É o momento de unir esforços para defender os empregos e o faturamento dessa empresa da qual nós participamos", afirmou Rabello de Castro.

Por Robson Sales e Rodrigo Carro | Do Rio

Fonte : Valor