.........

Inventário já tem contrapartida do RS

.........

O governo estadual garantiu contrapartida ao inventário florestal, que já está sendo realizado no Rio Grande do Sul, na região Noroeste. O Estado alocará entre R$ 1 milhão e R$ 1,3 milhão para executar o levantamento da flora em duas regiões, enquanto que, o governo federal, que executa a mesma radiografia em todo o território nacional, bancará os estudos em outras cinco. Ontem, o secretário do Meio Ambiente, Neio Oliveira, se reuniu com a secretária adjunta da Casa Civil, Mari Peruzzo, para tratar dos detalhes do projeto, que será apresentado ao governador Tarso Genro na semana que vem.

A verba estadual deverá vir de um dos fundos setoriais: o Fundo Estadual do Meio Ambiente (Fema) ou o Fundo de Desenvolvimento Florestal (Fundeflor). ‘Já existe previsão orçamentária, mas é preciso o aval de outras áreas do governo para que iniciemos os trabalhos’, diz o diretor do Departamento de Florestas e Áreas Protegidas (Defap) da Secretaria do Meio Ambiente, Júnior Piaia. O orçamento total do inventário é de R$ 5 milhões. O trabalho também será realizado na região Metropolitana de Porto Alegre, Centro Oriental, Centro Ocidental, Sudoeste, Sudeste e Nordeste do RS. O interesse é conhecer o remanescente de florestas dos biomas Mata Atlântica e Pampa.

Fonte: Correio do Povo