INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA – Abiove defende que tráfego ‘Pare e Siga’ na BR-163 comece imediatamente

Associação também pede que haja manutenção das condições de trafegabilidade na rodovia, especialmente nos 60 quilômetros não asfaltados

br163-lama-atoleiro (Foto: Elisamar Pereira Silva/Via Whatsapp)

Depois de abril, a expectativa da associação é de que as obras sejam retomadas e que o governo termine de asfaltar a rodovia até o fim de 2018 (Foto: Elisamar Pereira Silva/Via Whatsapp)

O gerente de Economia da Associação Brasileira das Indústrias de Óleo de Soja (Abiove), Daniel Furlan Amaral, disse nesta terça-feira, 12, em almoço de fim de ano da associação, que a Abiove está pedindo ao governo que o sistema de ordenamento de tráfego conhecido como "Pare e Siga" na BR-163 seja iniciado já neste mês e que haja manutenção das condições de trafegabilidade na rodovia, especialmente nos 60 quilômetros não asfaltados mais críticos.

"Defendemos que o ‘Pare e Siga’ se inicie imediatamente", afirmou. Segundo ele, as chuvas já começaram no Pará, mas os embarques de soja e milho nos portos do Arco Norte continuam. "Tivemos muitos problemas no início de 2017 com a BR-163", ressaltou Amaral. Segundo ele, tradings acreditaram que seria possível trabalhar com volumes maiores e começaram a mandar veículos logo após a colheita, mas houve problemas quando as chuvas deterioraram as condições da rodovia.

"Foi uma situação muito complicada. O governo no início demorou a reagir, depois tomou as medidas necessárias." Conforme Amaral, por causa do excesso de umidade, não é possível dar prosseguimento ao asfaltamento da BR-163 neste momento, mas é preciso que haja condições de os caminhões chegarem até os terminais. Depois de abril, a expectativa da associação é de que as obras sejam retomadas e que o governo termine de asfaltar a rodovia até o fim de 2018.

POR ESTADÃO CONTEÚDO

Fonte : Globo Rural