.........

Impulsionar a inovação e o desenvolvimento regional

.........

Patrus se reúne com agricultores da cadeia leiteira e da ovinucultura

Para conhecer a experiência de desenvolvimento regional implementada em localidades da Zona Sul do Rio Grande do Sul, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, esteve reunido nesta terça-feira (2), em Bagé (RS), no campus da Universidade Federal do Pampa, com prefeitos, lideranças e produtores rurais de 18 municípios gaúchos. No encontro, temas como: o fortalecimento da agricultura familiar, em especial da cadeia leiteira e da ovinocultura, e o consórcio de desenvolvimento do pampa gaúcho, ganharam destaque.

Patrus afirmou que aguardava ansiosamente a oportunidade de visitar a região. “Disse à minha assessoria que esta é uma agenda importante e que gostaria de fazer ela brevemente, pois aqui temos duas coisas que estão no foco de nossa ação no MDA. Trabalhamos para incentivar a formação, qualificação e o fortalecimento de novas cadeias produtivas, como a dos ovinos, bem como o associativismo, seja entre os agricultores familiares ou entre os gestores públicos. E aqui temos boas práticas nesse sentido”, observou ao falar para lideranças e agricultores familiares da região.

Ao salientar o valor das ações de desenvolvimento territorial, o ministro Patrus lembrou o empenho do MDA, nesse tema. “Articular projetos de desenvolvimento locais, com mais acesso à educação, cultura, sustentabilidade e melhoria de vida, são parte integrante da nossa visão de desenvolvimento territorial, e os consórcios auxiliam nessa questão. Incluir um olhar horizontal, de quem está junto conosco, auxilia na busca de alternativas e não culpados, somando esforços para apoiar as potencialidades territoriais e, em especial, agregando valor à produção da agricultura familiar, com ações de promoção e incentivo à comercialização e a agroecologia”.

Para o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos, Paulo Afonso Schwab, o desafio do setor é estruturar a produção e agregar valor à produção. “Temos um grande número de produtores e queremos ampliar a parceria com o MDA, para auxiliarmos o investimento em genética, na organização da cadeia produtiva, na qualificação e na formalização de agricultores”, enumera ele ao ressaltar que a associação busca processos que ampliem a capacidade de atender o mercado interno, inclusive exportando, carne, lã e outros itens derivados. 

Consórcio para o desenvolvimento

Entre as principais vantagens do consórcio regional de desenvolvimento do Pampa gaúcho, está a otimização do uso dos recursos dos 16 municípios das regiões da fronteira e da campanha do estado. Além das prefeitas, o consórcio também tem representações da sociedade civil organizada e das instituições de ensino, como as universidades da região.

Com a articulação regional, os municípios também ampliam a capacidade de pleitear recursos federais para o desenvolvimento da região, como mais acesso a investimentos em educação, infraestrutura, segurança e saúde. Para o prefeito de Bagé e anfitrião da reunião com o consórcio, Dudu Colombo, a oportunidade de apresentar ao ministro a experiência desenvolvida na região é parte de um processo permanente de busca pelo desenvolvimento. “Nosso consórcio é constituído sobre uma identidade social e econômica. Uma ação suprapartidária, que temos a certeza que vai auxiliar na melhoria de vida e de indicadores sociais de nossa região”. 

Entre as inovações propostas pelo consórcio para o desenvolvimento da região, estão a diversificação das atividade agrícolas, como a introdução da cultura da uva e da oliveira, a cadeia produtiva do mel e a geração de energia por meio de usinas eólicas.

Rota do cordeiro

Durante encontro com a comunidade, foi assinado pelo prefeito de Bagé e pelo secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Chumbinho, um acordo que insere o município gaúcho como um dos pólos da Rota do Cordeiro.

Com a implementação da rota, o governo federal vai disponibilizar R$ 510 mil, para o desenvolvimento da cadeia produtiva da ovinocultura, para aquisição de veículos, equipamentos e consultorias. Para Chumbinho, a inclusão da região na rota do cordeiro vai de encontro às demandas dos agricultores familiares. “Estamos na consolidação de uma política de desenvolvimento regional para todo o país, colaborando para a redução das desigualdades e para a melhoria dos arranjos produtivos locais, gerando mais renda e melhorando a vida de todos. E, ao mesmo tempo, conseguimos customizar as soluções localmente”.

Entrega de máquinas

Aproveitando a agenda do ministro na região, foi realizada a entrega de máquina para o consórcio, fruto de investimento do Incra em parceria com o governo do estado. A doação da escavadeira hidráulica vai integrar a primeira patrulha agrícola do consórcio de desenvolvimento do Pampa. O equipamento vai auxiliar no atendimento aos assentamentos da reforma agrária da região, garantindo a trafegabilidade das estradas e o escoamento da produção, bem como ser utilizada para a construção de pequenos açudes para irrigação e para alimentação animal.

Mateus Zimmermann
Ascom/MDA

Fonte : MDA