.........

Impacto incerto sobre empresas

.........

Em meio aos reflexos comerciais provocados pela Operação Carne Fraca, a agência de classificação de risco Moody’s ressaltou ontem que ainda é difícil calcular os impactos das investigações sobre o perfil de crédito das empresas brasileiras de carnes. A avaliação da Moody’s é que o elevado padrão sanitário e o histórico de sanidade animal dos exportadores de carnes do Brasil pode mitigar o rico de medidas temporárias ou permanentes de importadores.

Por outro lado, cargas em trânsito e vetos temporários – China, Hong Kong, Chile, Egito e México já anunciaram medidas do tipo – ocorrerão enquanto não houver mais informações sobre a segurança dos produtos, apontou a Moody’s. Se os embargos se estenderem indefinidamente, alertou a agência, os exportadores do Brasil serão afetados "seriamente", e o Ebitda e as métricas de crédito dos frigoríficos serão afetados -a BRF sofreria mais que JBS, Marfrig e Minerva, segundo a Moody’s

A BRF anunciou ontem férias coletivas de 15 dias para 1,7 mil funcionários de sua unidade em Toledo (PR). Mas disse que isso já estava previsto, por causa da modernização de uma linha de produção.

Fonte : Valor