IGC revisa para cima importação de arroz pela China

PEQUIM  -  O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) revisou para cima, em 10%, a importação de arroz pela China no próximo ano, devido a menor área de plantio no país, aumento de consumo e altos preços no mercado doméstico. A nova expectativa indica que a China deve comprar 2,2 milhões de toneladas do cereal.

“Pelo terceiro ano consecutivo, em 2014, a China deve importar perto de 2 milhões de toneladas de arroz”, diz o relatório do IGC. Até 2010, o país comprava cerca de 600 mil toneladas anualmente, mas o crescimento das importações tornou a China o segundo maior comprador internacional do cereal, atrás apenas da Nigéria.

O tempo seco no leste e partes centrais da China durante esta safra fará cair a produção local para perto de 2 milhões de toneladas, disse o conselho também no relatório.

De acordo com o Centro Nacional de Grãos e Óleos da China (CNGOIC), o consumo de arroz no país deve crescer 2% no ano-safra que se inicia em 1º de outubro, para o recorde de 175 milhões de toneladas, sendo que 85% deste volume é para consumo humano.

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3287282/igc-revisa-para-cima-importacao-de-arroz-pela-china#ixzz2gNdXk6pE

Fonte: Valor | Por Dow Jones Newswires