.........

Greve no Incra

.........

Se a reforma agrária já ia devagar, agora, com a greve dos servidores do Incra, é que não vai andar. O descompasso entre as promessas de assentamento e o número de famílias contempladas vem do governo Lula que assentou bastante, mas não cumpriu as metas prometidas. Dilma herdou esse passivo e também não fez muito para saldar a dívida. A situação só não ficou pior porque a economia voltou a crescer, e os desempregados urbanos que foram tentar um lote da reforma agrária começaram a voltar para seus empregos nas cidades.
Mas esse cenário deve mudar com a crise. A economia brasileira cresce menos e, novamente, trabalhadores desempregados serão empurrados para os acampamentos. O governo vai precisar do Incra para atender a essa demanda. Seria prudente, portanto, que o Planalto procurasse dialogar com os servidores em greve. E que não aparelhasse politicamente um órgão que deveria ser técnico.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho