GR RESPONDE – Planejamento é importante para o plantio de café

O planejamento para irrigação da lavoura por gotejamento precisa de informações mais precisas

café-plantação (Foto: Globo Rural)

café-plantação (Foto: Globo Rural)

É possível plantar café em solos arenosos com irrigação por gotejamento em região seca e de baixa altitude?

Cristina Viana, via Facebook

Solos arenosos têm baixa capacidade de retenção de água e de troca de íons – os nutrientes disponíveis e absorvidos pelas plantas no solo estão na forma de cátions (cargas positivas) e ânions (cargas negativas). Além disso, o planejamento para irrigação por gotejamento necessita de informações mais precisas relacionadas às características físico-hídricas dos solos, à demanda climática histórica do local de implantação da lavoura, à topografia da área (declividade) e à disponibilidade e qualificação da mão-de-obra existente para a implementação e manejo do sistema. Por isso, é importante ter o acompanhamento dos engenheiros agrônomos responsáveis pela assistência técnica e extensão rural do estado.

Considerando que o café demanda média próxima a 1.000 milímetros de chuva durante o seu ciclo, e que a lavoura será instalada em uma região de clima seco e de solo arenoso, há necessidade de se utilizar técnicas de manejo mais específicas. Por exemplo, o emprego de práticas que aumentem o teor de matéria orgânica do solo, para auxiliar na fertilidade e na retenção e armazenamento de água a fim de minimizar os efeitos negativos da textura arenosa.

Uma solução quanto à disponibilidade de água pode ser o uso da tecnologia do estresse hídrico controlado, que determina a suspensão temporária da irrigação para uniformizar a florada dos cafeeiros, possibilitando a redução do tempo de colheita, obtenção de frutos de qualidade e aumento de produção. A tecnologia foi desenvolvida pela Embrapa Cerrados no âmbito do Consórcio Pesquisa Café.

Outro fator que pode influenciar o desenvolvimento do cafeeiro, em diferentes condições de clima e solo, é a adoção das boas práticas agrícolas e de gestão da propriedade. Saiba mais por meio da Instrução Normativa para a Produção Integrada de Café. Conheça também a história da cafeicultura brasileira.

CONSULTOR: ANÍSIO JOSÉ DINIZ, pesquisador da área de transferência de tecnologia da Embrapa Café, Brasília (DF), tel. (61) 3448-1910, www.embrapa.br/fale-conosco

POR JOÃO MATHIAS

Fonte : Globo Rural