.........

Governo do RS quer mediar conflito entre produtores rurais e indígenas

.........

O governo do estado do Rio Grande do Sul anunciou na manhã desta segunda-feira (2), em coletiva de imprensa realizada em Porto Alegre, a criação de um grupo de trabalho para elaborar  conjunto de proposições para solucionar o impasse da demarcação de terras. O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, enfatizou que a responsabilidade pela demarcação de terras é da União, e que o Executivo estadual está disposto a mediar a negociação entre as partes.

Pestana anunciou ainda uma série medidas que o governo tem em andamento para colaborar com as condições de vida dos indígenas e dos agricultores. “Além de recursos destinados a ações produtivas, o estado está disponibilizando 6 mil hectares de terras para assentar agricultores ou indígenas, conforme se der a deliberação do governo federal”, explicou o chefe da Casa Civil.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, esclareceu que o principal motivo do conflito é que a Funai, pela primeira vez, está reivindicando áreas que até então não estavam em discussão: “O conflito se dá em praticamente 10 áreas do estado, das quais destaco Mato Preto e Passo Grande da Forquilha, onde vivem pequenos agricultores que compraram as terras da União”, disse.

Fonte : G1 | RS