.........

Governo anuncia Plano Safra direcionado para agricultura familiar gaúcha

.........

Governo anuncia Plano Safra direcionado para agricultura familiar gaúcha

Foto: Rafael Carvalho/MDA

Garantir ao agricultor familiar maior capacidade de investimento, inovação tecnológica e segurança para produzir. Este é o objetivo do Plano Safra da Agricultura Familiar 2013/2014 anunciado pelo Governo Federal, para o Rio Grande do Sul (RS) nesta quinta-feira (18), no município de Soledade. A expectativa é de que cerca de R$ 4,2 bilhões, do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), sejam utilizados pelos produtores gaúchos neste ano-safra, levando em conta o histórico dos empréstimos já realizados. Desde o período-safra 2002/2003, o valor total utilizado pelos agricultores familiares do RS subiu de R$ 950 milhões para R$ 3,95 bilhões, um avanço superior a 300% nesses 10 anos.

Do início do Plano Safra, em 2003, até hoje, houve um aumento de 400% nos recursos ofertados. Em 2013, serão disponibilizados R$ 21 bilhões para todo o Brasil. Mas, caso os agricultores contratem todo esse valor, serão liberados mais recursos para que eles produzam ainda mais, conforme assegurou a presidenta Dilma Roussef na ocasião do lançamento nacional do Plano, em Brasília.

Durante a solenidade, o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, destacou o Plano Safra como exemplo para o fortalecimento da agricultura familiar. “Isso potencializa e cria um ambiente mais favorável para a agricultura brasileira”, assinalou. Para ele, o bom andamento do setor resulta em desenvolvimento para todo o País. “Nós queremos uma agricultura familiar que produza alimentos, que gere renda no campo, que estimule a indústria de máquinas e implementos, que produza alimentos baratos e sustentáveis para a população brasileira”, afirmou.

Plano Safra RS

O governo do estado, em ação complementar, vai destinar outros R$ 2,7 bilhões para o setor, o que deve beneficiar mais de 300 mil famílias agricultoras no estado.

Alinhado com a política do Governo Federal, o Rio Grande do Sul criou um Plano Safra próprio do governo do estado. O projeto, que está em sua terceira edição, complementa e potencializa as medidas anunciadas pela presidenta Dilma Roussef em junho deste ano. Nas duas edições anteriores, o Plano investiu R$ 4,6 bilhões para ações de enfrentamento da estiagem, crescimento da agroindustrialização, fortalecimento do cooperativismo, permanência do jovem no campo, eliminação da extrema pobreza nas áreas rurais, entre outros.

“O desenvolvimento real exige que aqueles que produzem na terra cresçam de baixo para cima. Assim, os grandes crescem, mas não abocanham toda a renda para eles, ela fica distribuída para todo o conjunto da sociedade. É isso que queremos com este Plano Safra estadual. Queremos que ele complemente, aprofunde e socialize as vantagens que vêm do Plano Safra Nacional que é uma iniciativa importante que hoje está integrada ao desenvolvimento rural do nosso país”, enfatizou o governador do RS, Tarso Genro.

Plano Safra 2013/2014

Entre as ações anunciadas este ano destacam-se os baixos juros do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que variam entre 0,5% e 3,5% ao ano, e os programas de compra institucional.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), hoje, ajuda a escoar a produção de 200 mil agricultores. Para a safra 2013/2014, o governo federal disponibilizará R$ 1,2 bilhão para o PAA. Para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), a expectativa de movimentação é de R$ 1,5 bilhão.

Fonte: MDA