Governo antecipa benefício a exportador

A menos de uma semana do primeiro turno das eleições, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou uma medida de agrado à indústria. Foi antecipado para outubro um benefício que seria concedido aos exportadores a partir do próximo ano. As empresas poderão recuperar 3% das vendas de produtos manufaturados ao Exterior por meio de créditos tributários.
A medida faz parte do Reintegra, programa especial tributário aos exportadores. Para este ano, o crédito previsto era bem menor, de 0,3%, mas o governo decidiu recuar depois de pedidos da indústria.
O impacto fiscal, segundo Mantega, será de R$ 6 bilhões em 12 meses. Questionado sobre como o governo pretende compensar essa renúncia fiscal, o ministro disse esperar crescimento maior da indústria e da economia no próximo ano, o que elevaria a arrecadação.
Mantega anunciou ainda a inclusão de mais R$ 200 milhões no orçamento do Proex equalização (modalidade de crédito à exportação), o que, segundo o ministro, vai possibilitar a exportação de R$ 3 bilhões. Além disso, conforme Mantega, a Receita Federal vai atuar mais rápido na área de comércio exterior.

Fonte: Zero Hora