Gaúcha Rasip conclui processo de fechamento de capital

A empresa recebeu na terça-feira a comunicação informando o cancelamento do registro como companhia aberta

A gaúcha Rasip Agro Pastoril recebeu terça-feira comunicação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informando o cancelamento do registro como companhia aberta. Com isso, as ações da empresa não serão mais negociadas na Bolsa de São Paulo (Bovespa). A empresa havia entrado com pedido de suspensão da negociação em outubro do ano passado.

O processo de recompra dos papéis foi concluído em junho deste ano. Empresa controladora, a Dramd Participações e Administração adquiriu ao preço de R$ 0,44 por unidade 7.057.387 ações ordinárias e 19.692.728 ações preferenciais, no total de 26.750.115 títulos.

A companhia afirmou que a decisão de retirar as ações do mercado foi motivada por razão financeira: "A Rasip decidiu fazer o fechamento de capital por questões de custos. Fica oneroso para uma empresa com faturamento relativamente baixo manter os gastos de auditoria, publicação e outros", declarou Sérgio Barbosa, presidente da empresa em comunicado emitido nesta quarta-feira.

Fonte: Zero Hora