.........

Frio pode afetar 43% da área de trigo no Estado

.........

As geadas previstas para esta semana ameaçam 43% da área plantada de trigo no Paraná e também podem afetar ainda mais a produtividade da cana-de-açúcar no Estado. O Departamento de Economia Rural do Paraná (Deral/Seab) informou que a área de trigo exposta é de 400 mil hectares, de um total de 914 mil cultivados. As regiões mais suscetíveis são Norte, Oeste e Sudoeste.

Até a última semana, 26% da área de trigo estava em fase de floração e 14% em frutificação, etapas em que a planta fica muito suscetível a danos por geada, afirma o técnico do Deral, Hugo Godinho. "Se a temperatura ficar abaixo de 3 ou 4 graus Celsius, a parte reprodutiva da planta simplesmente morre", acrescenta.

A maior parte da área, em torno de 50%, encontrava-se até a semana passada em crescimento vegetativo, e 8% estava em germinação, fases em que a planta tem maior resistência a baixas temperaturas. Na última quinta-feira, dia 15, o Deral já havia reduzido a classificação geral da lavoura de trigo do Estado, devido à incidência de chuvas. As áreas consideradas "boas" passaram a 78% do total, ante 83% do começo do mês.

Já a cana-de-açúcar em São Paulo tende a ser menos prejudicada pelas geadas do que foi há dois anos, diz o diretor-técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio de Padua Rodrigues. "Tudo vai depender da intensidade. De qualquer forma, o potencial de perda é menor, pois 40% da área já foi colhida", diz.

O mesmo não ocorre no Paraná, onde há duas semanas as usinas quase não conseguem colher cana devido à ocorrência de chuvas. "Há mais cana em fase vegetativa, portanto, mais riscos de a geada afetar ainda mais a produtividade", diz o presidente da entidade que representa as usinas (Alcopar), Miguel Tranin.

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3207234/frio-pode-afetar-43-da-area-de-trigo-no-estado#ixzz2ZsD4stqO

Fonte: Valor | Por Fabiana Batista | De São Paulo