.........

Fotografia do momento | Irineu Guarnier Filho

.........

Fonte: ZERO HORA – RS | Irineu Guarnier Filho

Deu a lógica no primeiro levantamento de intenção de plantio da COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). A lavoura de milho deve crescer de 3% a 7% e a de arroz encolher até 3% no Estado. As intenções dos produtores são ditadas pela situação atual do mercado deGRÃOS: enquanto o arroz é comercializado por preços inferiores ao do mínimo de garantia, o milho atinge cotações recordes. Em alguns casos, seja pelos preços atrativos do cereal, seja pela necessidade de fazer a rotação de culturas, os produtores poderão até reduzir a área destinada à soja para plantar mais milho. Não se pode esquecer, no entanto, que esses números são uma fotografia do momento presente. O mercado de commodities é volátil, está sujeito à ação de especuladores do mercado financeiro, e há ainda as variáveis do câmbio e do clima, que podem estimular ou não a aposta em uma determinada cultura. Portanto, muita coisa ainda pode modificar esse quadro até a hora de semear a terra. O esboço da próxima safra, contudo, já é visível nesses primeiros números da CONAB.