.........

Fôlego extra para habitação rural

.........

O Banco do Brasil (BB) irá operar o Programa Nacional de Habitação Rural a partir da safra 2012/13. A estimativa é que até 2014 sejam construídas 100 mil unidades no país, 20% delas no Estado. Segundo o gerente de Mercado do Agronegócio do BB, João Paulo Comerlato, a contratação começa até agosto. A linha estará disponível ao produtor com renda anual até R$ 60 mil por Declaração da Aptidão ao Pronaf e para trabalhadores rurais com comprovação de renda. Interessados devem procurar as entidades e solicitar projetos que podem ser encaminhados por grupo, de quatro a 50 casas. Em Brasília, o ministro em exercício das Cidades, Alexandre Cordeiro Macedo, destacou o papel do programa para levar conforto e qualidade de vida ao meio rural.
Para o presidente da Cooperativa Habitacional da Agricultura Familiar (Coohaf), Juarez Cândido, a inclusão do BB deve dar agilidade ao processo feito hoje via Caixa e Sicredi. Ele acredita que, assim, será possível dobrar os mil contratos anuais. O presidente da Cooperativa Habitacional Camponesa (Cooperhab), Caio Santana, também espera maior agilidade. Segundo ele, mil unidades estão em fase de entrega de documentos. Ontem, o banco assinou protocolos com Coohaf, Cooperhab, Cresol e Crenor.
As linhas do programa nacional
– Grupo 1: (renda anual até R$ 15 mil): disponibiliza R$ 25 mil para casa nova ou R$ 15 mil para melhorias. O subsídio é de 96%, sendo 4% retornável. Isto é, o desembolso do beneficiário é de somente R$ 1 mil;
– Grupo 2: (renda anual entre R$ 15 mil e R$ 30 mil): disponibiliza R$ 80 mil para operações de casa nova e melhorias. Inclui subsídio de R$ 7 mil, financiamento até dez anos e 5% de juros ao ano;
– Grupo 3: (renda anual de R$ 30 mil a R$ 60 mil): disponibiliza R$ 80 mil para casa nova e reforma, mas é um programa de financiamento, sem subsídio. Até dez anos de prazo e juros de 6% a 8,16% ao ano.
Fonte: PNHR

Fonte: Correio do Povo