FAO pede coordenação contra oscilação nos preços de alimentos

Fonte: Ruralbr |  Gabriela Mello

Diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação afirmou que medidas coordenadas são cruciais em um momento de crise mundial

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, pediu coordenação internacional no combate à fome no mundo e à volatilidade dos preços dos alimentos. Antes de uma cúpula dos líderes das 20 maiores economias do mundo (G-20), no começo de novembro, em Cannes, Diouf afirmou que medidas coordenadas são cruciais em um momento de crise mundial.

– Os preços dos alimentos continuarão elevados e voláteis nos próximos anos – disse ele.

Segundo ele, os países precisam evitar "ações contraditórias". Diouf e o ministro de Agricultura da França, Bruno Le Maire, participaram nesta terça, dia 18, de uma entrevista à imprensa sobre a questão da volatilidade dos preços – uma das principais preocupações para presidência francesa do G-20.

Diouf não se arriscou a dizer se o G-20 fornecerá respostas concretas ao problema da volatilidade dos alimentos, mas disse que os países isolados não têm ferramentas suficientes para lidar com as altas de preço, e investimentos em pesquisa, inovação e agricultura continuarão sendo fundamentais.

La Maire também destacou a questão dos biocombustíveis e da compra de terras por estrangeiros, mas afirmou ser difícil lidar com tais assuntos "imediatamente”.

Agência Estado