Exportação do campo cresceu 13,7% em junho e rendeu US$ 100 bi em 12 meses

As exportações brasileiras do agronegócio renderam US$ 9,180 bilhões em junho, somaram US$ 49,572 bilhões no primeiro semestre e alcançaram US$ 100,609 bilhões no ano-móvel encerrado no mês passado, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. Foi a primeira vez que as vendas de produtos do setor ao exterior superaram US$ 100 bilhões em um intervalo de 12 meses.

Em relação a junho de 2012, a receita registrada no mês passado foi 13,7% superior, puxada pelos crescimentos verificados nas exportações de soja e derivados (26,4%, para US$ 4,183 bilhões), carnes (10%, para US$ 1,274 bilhão) e açúcar e etanol (16%, para US$ 1,148 bilhão). No chamado "complexo soja", que inclui o grão e seus principais derivados (farelo e óleo) e representou 45,6% das exportações totais do agronegócio no mês, o comércio continuou a ser impulsionado pelo grão, cujos embarques, destinados sobretudo à China, renderam US$ 3,44 bilhões, 32,6% mais que em junho do ano passado.

Na comparação entre os primeiros semestres, o resultado deste ano foi 10,7% maior, novamente com destaque para o incremento da soja e de seus derivados (8,6%, para US$ 17,313 bilhões), das carnes (8,2%, para US$ 8,132 bilhões) e de açúcar e etanol (30,7%, para US$ 6,235 bilhões). No tabuleiro sucroalcooleiro, o aumento da safra canavieira e os bons resultados obtidos com as exportações de etanol para os Estados Unidos têm definido os melhores resultados registrados nos últimos meses.

Já o resultado observado no ano-móvel encerrado em junho passado (US$ 100,609 bilhões) foi 4,2% maior que o registrado no intervalo entre julho de 2011 e junho de 2012, mas nesse caso o maior destaque foi o grupo de farinha e preparações, em que pese os significativos avanços observados nos embarques de carnes (4,5%, para US$ 16,352 bilhões) e açúcar e etanol (7%, para US$ 16,299 bilhões. Com a disparada das exportações de milho, carro-chefe do grupo, que também aparece nas demais comparações, o incremento no período foi de 115%, para US$ 8,308 bilhões.

Ainda conforme o ministério, as importações do setor chegaram a US$ 1,278 bilhão em junho, 19% mais que no mesmo mês do ano passado, atingiram US$ 8,318 bilhões no primeiro semestre, um aumento de 3,7% sobre o intervalo entre janeiro e junho de 2012, e alcançaram US$ 16,704 bilhões no ano-móvel até junho, queda de 2,5% sobre o período de 12 meses encerrado em junho do ano passado. Os superávits da balança, assim, foram de US$ 7,902 bilhões em junho (alta de 12,9%) US$ 41,255 bilhões no primeiro semestre (alta de 12,2%) e de US$ 83,905 bilhões no ano-móvel (alta de 5,6%).

Mais em www.agricultura.gov.br

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3191238/exportacao-do-campo-cresceu-137-em-junho-e-rendeu-us-100-bi-em-12-meses#ixzz2YYFdiwO2

Fonte: Valor | Por Fernando Lopes | De São Paulo