.........

Exponop: simpósio de agronegócio tem mais de 200 participantes

.........

Fonte: Assessoria Só Notícias

Aproximadamente 220 participantes entre acadêmicos, professores, autoridades municipais, produtores e alunos da rede estadual de ensino assistiram às palestras do primeiro dia do 5º Simpósio de Agronegócios, que começou hoje, dentro da programação da 27ª Exponop, que segue até domingo. Os engenheiros agrônomos da Agro Norte, Ângelo Maronezzi e Mairson Santana, foram os responsáveis pela primeira apresentação do dia, que abordou o uso do plantio de arroz na renovação de pastagem.

A Legislação Ambiental foi o tema da palestra do Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Rui Prado. O assunto está em foco na mídia nacional, devido à votação do novo Código Florestal. Para Prado, ainda faltam ser esclarecidos alguns pontos no documento com relação às áreas de Reserva Legal.

"As determinações referentes ao tamanho dessas áreas e aos procedimentos para as propriedades que tenham acima de quatro módulos fiscais para recompor ou compensar áreas ainda tem trechos confusos", afirmou o presidente da Famato.

Ainda pela manhã, o pesquisador da Embrapa, Luiz Adriano Maia Cordeiro, falou sobre o Programa ABC (Agricultura Baixa Emissão de Carbono). Outro assunto abordado foi o empreendedorismo no agronegócio, tema exposto por Mário Wolf, da Fazenda Gamada, localizada em Nova Canaã do Norte.

À tarde, o professor doutor Anderson Lange, do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais da UFMT, deu continuidade à programação, abordando o uso racional de fertilizantes na agricultura.

A Morte das Braquiárias e indicações técnicas para solucionar o problema foram os temas da palestra do pesquisador da Embrapa, doutor Bruno Carneiro e Pedreira.

A especialista em Fisiologia de Plantas Cultivadas, doutora Conceição Aparecida Cossa, fechou a rodada de palestras do primeiro dia do 5º Simpósio de Agronegócios, falando sobre sequestro de carbono.