.........

EXPOINTER – Selfies e aprendizado sobre animais

.........

Eram 9h50min e o celular de Maria Dalice Ferreira, 55 anos, já tinha mais de 30 fotos. A caminho de uma reunião que já estava começando, a agricultora e líder sindical do município de Cláudia (MT), parou para fazer selfie com búfalos, registrar imagens de touros e posar ao lado de "cuias gigantes" (na verdade, as esferas coloridas) com as quais deparou quando chegava ao Parque Assis Brasil, em Esteio, onde eram esperados cerca de 30 mil visitantes na 40ª Expointer.

Desde ontem, os corredores e pavilhões da feira ganham vida com as centenas de estudantes que invadem o parque, já que o ingresso é gratuito para aqueles que estão acompanhados dos professores. Primeiro dia útil da feira, o movimento era tranquilo nas primeiras horas, ideal para curtir todas as atividades.

Diante de Collier, um imponente guzerá preto, raça de zebuíno, de 1.095 quilos e 40 centímetros de chifres, um grupo de cinco alunos de São Valentim do Sul disparou uma pergunta atrás da outra para os proprietários mineiros. O peso, o tamanho e para que servem estavam entre os questionamentos mais comuns. Mas Vinícius Nonatto, nove anos, que ligou o celular e apertou o "rec", ficou mesmo impressionado com o tamanho das orelhas do animal.

– M-e-u- D-e-u-s – descreveu, pausadamente. – A orelha dele! Vai quase no chão! – exagerou o aluno da Escola Estadual Silvio Sanson, de São Valentim do Sul.

RECORDAÇÕES DA INFÂNCIA NA CAMPANHA

Enquanto para a maioria dos estudantes trata-se da estreia na maior feira a céu aberto da América Latina, José Aldo Pereira calcula pelo nascimento de um dos filhos a primeira vez em que pisou no parque Assis Brasil.

– Foram algumas quantas vezes, desde 1974 – aponta o cachoeirense de 86 anos e 10 meses e meio de vida.

Morador de Gravataí há cinco décadas, pilchado dos pés à cabeça, inclusive com mala de garupa carregada com uma guampa com cachaça, conta que o passeio pela feira lhe faz reviver a infância e a adolescência, quando viveu na Campanha.

– Aqui tem as coisas que a gente gosta – resumiu.

vanessa.kannemberg@zerohora.com.br

VANESSA KANNEMBERG

Fonte : Zero Hora