.........

Expodireto bate recorde de faturamento

.........

Tradicional feira do Rio Grande do Sul teve aumento de 34% nas vendas em relação à edição de 2016

Ampliar fotoExpodireto bate recorde de faturamento

O ministro Blairo Maggi esteve na feira deste ano

Este ano, a Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, RS, superou as expectativas dos organizadores, que previam crescimento de 15% no faturamento em relação ao ano passado. Nesta que é sua 18ª edição, a feira movimentou R$ 2,1 bilhões, 34% a mais do que o evento de 2016.

Nei César Mânica, presidente da Expodireto, atribui o sucesso do evento a uma conjunção de fatores. “O resultado que tivemos é reflexo do bom momento que o Rio Grande do Sul vive tanto na produção de soja como de milho, trigo, cevada e arroz. Somada às linhas de crédito ofertadas pelos bancos e às boas oportunidades de negócio oferecidas pelas empresas na feira”.

Segundo a última estimativa de safra divulgada pela Emater em 9 de março, o destaque positivo da safra fica por conta do aumento da produtividade média da soja, que poderá ultrapassar os 3 mil kg/ha, projetando uma produção de 16,76 milhões de toneladas do grão, 3,43% maior do que no ano passado. No caso do milho, apesar de algumas irregularidades climáticas, a produtividade nesta safra, se confirmada, será a maior registrada até hoje, também segundo a Emater, atingindo 6.789 kg/ha. A produção do cereal no Estado é estimada em 5,55 milhões de toneladas. “Com boa parte do milho já tendo sido colhido e a soja pronta para a colheita na lavoura, a previsão é de safra recorde de grãos no Estado”, afirma Mânica.

Do total do faturamento da feira, ele conta que cerca de 90% correspondem a investimentos em máquinas, tendo os expositores do setor relatado um incremento de 30% a 40% nas vendas este ano. Ao todo, a feira contou com 511 áreas de exposição, sendo 155 do setor de máquinas e equipamentos.

Os recursos totais movimentados, de R$ 2,1 bilhões, vieram em sua maioria dos bancos tradicionais, que contabilizaram R$ 1,6 bilhão em financiamentos; seguidos dos bancos de fábrica, com R$ 259 milhões, e de capital próprio, que somou R$ 189 milhões.

A feira teve início no dia 6 de março, e terminou na última sexta-feira, 10, contando com a participação de representantes de 70 países. Juntos do ministro Blairo Maggi, 33 embaixadores e 6 diplomatas visitaram a exposição. O público geral somou mais de 240 mil pessoas, um recorde para a feira, que recebeu 210 mil pessoas em 2016. A próxima edição da Expodireto Cotrijal deve acontecer entre 5 e 9 de março de 2018.

Marina Salles

Fonte: Portal DBO