Expoagas espera R$ 405 milhões em negócios

Mesmo otimista com a feira, setor abandona expectativa de crescimento real e prevê desempenho negativo no ano
Evento já tem mais de 15 mil pessoas inscritas, número que deve aumentar, diz Longo
A retração do consumo gerada por parcelamento de salários e atrasos nos pagamentos, agravada pela crise no Estado e na economia brasileira, tem gerado uma baixa na expectativa de crescimento do setor supermercadista em 2015. "Acreditamos que o desempenho das empresas fique negativo, por conta da falta de sintonia política que está prejudicando o País", admite o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antonio Cesa Longo. Segundo a entidade, a venda física está em -3%, o que gera uma expectativa de que não ocorra o crescimento real de 1% antes estimado. Para driblar esta realidade, a 34ª Convenção Gaúcha de Supermercados (Expoagas 2015), que ocorrerá de 25 a 27 de agosto, no Centro de Eventos da Fiergs, irá ampliar a participação de outros segmentos, evitando uma queda mais acentuada nos resultados do evento.

"A boa notícia é que já temos mais de 15 mil pessoas inscritas, e este número deve aumentar. Além disso, a procura das empresas expositoras não se inibiu, mesmo com o cenário de instabilidade econômica", afirma o dirigente. Segundo ele, a feira contará com mais de 800 lançamentos em produtos e deve movimentar R$ 405 milhões em negócios, crescendo 9% em relação ao ano passado. Nesta edição, o número de pré-inscritos já supera em 16% o volume registrado no mesmo período de 2014. "As empresas estão apostando na Expoagas para alavancar as vendas e expandir seus negócios. Em períodos de dificuldade, mais companhias precisam buscar oportunidades", destaca Longo.

Neste ano, as inscrições para o evento promovido pela Agas ocorrem até o dia 12 de agosto e estão abertas para outros setores do comércio, além dos supermercados: padarias, açougues, lojas de conveniência, restaurantes, hotéis, bazares, hospitais, farmácias, lojas de R$ 1,99, agropecuárias, petshops e outras empresas do varejo poderão buscar novidades e qualificação profisisonal na feira. Segundo Longo, 71% das 342 empresas expositoras são gaúchas. Nos demais estantes, haverá empresas de 27 estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Ceará, e de nove países, principalmente do Uruguai e da Argentina.

A estimativa é de que mais de 42 mil pessoas visitem a feira. De acordo com a entidade, mais de cinco mil empresas da cadeia do abastecimento terão acesso à programação, que incluirá seminários, workshops, visitas técnicas e palestras, sendo a principal delas a do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, que abordará a Ética na Política e nos Negócios. Uma das novidades desta edição é voltada ao incremento dos negócios, com o sorteio de um automóvel Hyundai HB20 e de 10 notebooks entre os visitantes que efetuarem compras nos dois primeiros dias do evento. Para concorrerem aos prêmios, os participantes da feira vão receber um cupom a cada R$ 1 mil em compras junto aos expositores. Também foi criado um espaço em parceria com o Sebrae/RS para fomentar o desenvolvimento de 10 microcervejarias gaúchas, segmento que cresceu 40%, nos últimos 12 meses nos supermercados do Estado.

No dia 25 de agosto, a entidade homenageará o presidente da Federação da Agricultura do Estado do RS (Farsul) e do Sebrae RS, Carlos Sperotto, com o título Supermercadista Honorário Agas, por "ser um grande incentivador do setor primário gaúcho".

Adriana Lampert

Fonte : Jornal do Comércio