Estudo de zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar estipula áreas mais propícias para cultura

Fonte: Ruralbr

Confira os resultados da pesquisa para os principais Estados de cana do Brasil

A cana-de-açúcar é uma das principais culturas da economia brasileira, levando o país à posição de primeiro do mundo na produção de açúcar e etanol.

Responsável por mais da metade do açúcar comercializado no mundo, o Brasil deve alcançar taxa média de aumento da produção de 3,25%, até 2018/2019, e colher 47,34 milhões de toneladas do produto, o que corresponde a um acréscimo de 14,6 milhões de toneladas em relação ao período 2007/2008. Para as exportações, o volume previsto para 2019 é de 32,6 milhões de toneladas.

O etanol produzido no Brasil a partir da cana-de-açúcar também conta com projeções positivas para os próximos anos devido, principalmente, ao crescimento do consumo interno. A produção projetada para 2019 é de 58,8 bilhões de litros, mais que o dobro da registrada em 2008. O consumo interno está projetado em 50 bilhões de litros e as exportações em 8,8 bilhões.

A política nacional para a produção da cana-de-açúcar se orienta na expansão sustentável da cultura com base em critérios econômicos, ambientais e sociais. Esta política foi definida a partir de estudo inédito e minucioso, o Zoneamento Agroecológico da Cana-de-Açúcar (ZAECana), que estipulou as áreas mais propícias ao plantio da cultura, considerando tipos de clima, solo, biomas, declividade do terreno, e necessidade de irrigação, entre outras características.

Confira as portarias de zoneamento agrícola dos principais Estados produtores de cana-de-acúcar no Brasil

>> São Paulo
>> Minas Gerais
>>
Goiás
>> Paraná
>> Mato Grosso do Sul

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA