Estado produzirá protetor

Fonte:  Correio do Povo

O governo estadual comprometeu-se a produzir protetor solar no Laboratório Farmacêutico do Estado (Lafergs), inoperante há oito anos. A garantia foi dada ontem, na Capital, durante o anúncio dos avanços da pauta do Grito da Terra Brasil (GTB). Apesar da promessa, o cumprimento da lei 13.469, que prevê distribuição a agricultores familiares, está longe de tornar-se realidade. A previsão é que o Lafergs só volte a funcionar daqui a dois anos, pela necessidade de resgatar licenças junto à Anvisa, perdidas devido à lentidão da modernização. Segundo o secretário do Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, ainda é preciso regulamentar a norma e buscar enquadramento do protetor na categoria de medicamento. O problema foi destaque ontem, quando o governador Tarso Genro respondeu ao GTB, seis meses após a entrega pela Fetag.
O presidente da Fetag, Elton Weber, comemorou o anúncio. Mas nem todos os pleitos foram atendidos. Entre eles, a isenção de ICMS sobre energia elétrica para consumo de até 100kw/h. A federação reúne-se hoje para avaliar as respostas.
Os avanços do Grito da Terra
Ampliação do Programa Troca-Troca de milho de duas para três sacas/produtor;
Apoio para criação de um assentamento de 107 famílias em Cachoeira do Sul;
Criação de um programa de crédito rural, com equalização de juros, taxa de 6,25% para 4%;
Contrapartida estadual de R$ 3 mil, por unidade, nos projetos de habitação rural do programa federal Minha Casa, Minha Vida;
Apoio ao ensino médio profissionalizante.