.........

Entressafra chega antes do previsto, e indústria paga mais pela mandioca – Vaivém

.........

Fonte: FOLHA DE S. PAULO – SP

O setor de mandioca, que já começa a atrair também a atenção de multinacionais, mantém preços aquecidos. Devido à boa fase para negociações, os produtores anteciparam a colheita e a entressafra chegou mais cedo e começa a influenciar no volume de oferta de mandioca à indústria processadora do centro-sul do país.

Pesquisa do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) indica que a tonelada da raiz de mandioca está a R$ 228,85, conforme preços médios apurados pelo órgão nos Estados de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo e de Mato Grosso do Sul. Mesmo com clima favorável para a colheita, a oferta de raiz não está aumentando. Parte dos produtores mantém a oferta retraída, sem interesse em fazer a colheita de primeiro ciclo porque as lavouras têm apresentado queda no rendimento de amido, segundo os técnicos do Cepea.

Alguns produtores, no entanto, aproveitando a redução de oferta na entressafra, aguardam novas altas no preço para voltar à colheita. Nesse cenário, indústrias têm acirrado a disputa pelo produto disponível, segundo avaliação do Cepea. A elevação dos preços da mandioca fará com que o Valor Bruto de Produção do setor atinja R$ 6,5 bilhões neste ano, de acordo com José Garcia Gasques, do Ministério da Agricultura.

A região Norte lidera, com renda de R$ 2,3 bilhões no período, vindo a seguir a Sul, com receita de R$ 1,5 bilhão. O Nordeste se posiciona em terceiro lugar, com R$ 851 milhões. A receita deste ano com mandioca supera em 7% a da safra anterior.

Milho Após movimentarem o setor mundial de soja -e garantirem preços-, os chineses agora podem influenciar o mercado de milho. Com o forte desenvolvimento da produção animal interna, o país necessita cada vez mais do cereal.

Importações Os números de compras externas dos chineses são desencontrados, mas o próprio governo já admite importações de 5 milhões de toneladas.

Pode ser mais Algumas consultorias acreditam que a evolução na produção de proteínas, principalmente devido ao aumento de renda no país, vai forçar os chineses a consumir 200 milhões de toneladas de milho, o que forçaria o país a importar pelo menos 10 milhões de toneladas por ano.

Economia real Safra boa e preços elevados no setor de commodities fizeram bem à Agco, do setor de máquinas e implementos agrícolas. As vendas líquidas somaram US$ 2,1 bilhões no terceiro trimestre, 27% mais do que em 2010.

Etanol tem alta de 27,5% nas usinas em 12 meses

O álcool mantém a escalada de preços e o valor de negociação de ontem voltou aos preços praticados em abril deste ano, no período de entressafra. O Cepea indicou que as negociações ocorreram a R$ 1,30 por litro em Paulínia (SP), 27,5% mais do que em igual período do ano anterior.

Esses valores indicam uma antecipação dos preços da entressafra já para outubro, tornando o álcool ainda menos competitivo do que a gasolina. Com isso, há uma demanda menor pelo derivado de cana e, apesar da oferta menor de álcool, a pressão sobre os preços terá impacto reduzido nos meses de novembro a março próximos.

Com KARLA DOMINGUES