.........

Energia elétrica – Ministra discute com Aneel cobrança de bandeira vermelha para irrigação

.........

Área técnica levantará custos com energia elétrica na agricultura irrigada

A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) recebeu nesta segunda-feira (17) o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Donizete Rufino, para discutir a cobrança de bandeira vermelha na atividade de irrigação.

Durante a reunião, ficou acertado que técnicos do Mapa e da Aneel levantarão o consumo de energia elétrica dos principais municípios produtores e o impacto da bandeira vermelha no custo final da agricultura irrigada.

A bandeira vermelha é aplicada a todos os usuários de energia elétrica desde janeiro de 2015. A medida aumenta em R$ 5,50 o custo da energia por cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

A ministra ponderou que os irrigantes são grandes consumidores, mas possuem pouca margem para modular o consumo de energia, já que os pivôs de irrigação representam gastos fixos. Ela afirmou que produtores rurais têm apresentado ao Mapa reclamações a respeito do alto custo da energia elétrica no campo.

O diretor-geral da Aneel destacou a abertura de audiência pública sobre uma proposta que ajusta o valor da bandeira vermelha de R$ 5,50 para R$ 4,50 (por cada 100 kWh), redução de 18%. A proposta ainda está em discussão e deverá ser aprovada pela agência para ter validade.

Foto: Carlos Silva / Mapa

Assessoria de Comunicação Social

Fonte : MAPA