Drones ajudam produtor a localizar falhas de plantio

 

Com o Vant, o produtor rural consegue ver o solo exposto e as falhas no plantio,

xmobot_lavoura_drone_falhas_tecnologia (Foto: Divulgação )

Com uso dos vant’s, os produtores rurais conseguem monitorar o rebanho e enxergar falhas no plantio (Foto: Divulgação )

Os Veículos Aéreos Não Tripulados ( VANTs) foram usados pela primeira vez nos Estados Unidos no final dos anos 1950 em missões especiais do governo. Mais de meio século depois, os VANTs ajudam muitos mercados a ganhar produtividade e resolver problemas – no agronegócio, os drones têm se tornado cada vez mais presentes.

saiba mais

A XMobots, que tem sede no polo aeronáutico de São Carlos, no interior de São Paulo, fabrica drones utilizados por proprietários rurais para sobrevoar áreas de 1 500 a 3 000 hectares em vôos de até 1 hora e 45 minutos. “O produtor consegue ver o solo exposto e as falhas no plantio, por exemplo. Assim, ele pode identificar problemas, reduzir perdas e fazer replantios se necessário”, diz Thatiana Frranceschi, diretora da Xmobots. Produtores de cana-de-açúcar estão os principais usuários da tecnologia.

A companhia foi a primeira brasileira do ramo a ser certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC. Entre os clientes dela, estão secretarias de Meio Ambiente, empresas de topografia e mineradoras. “A maior parte dos nossos clientes é da agricultura”, diz a jornalista Thatiana Franceschi, de 33 anos, diretora comercial da XMobots.

No final do ano passado, a empresa começou a desenvolver softwares próprios para serem usados junto com os drones. Um deles foi desenhado especificamente para os produtores de cana. “A agricultura de precisão necessita de muitos detalhes da imagem aérea para detectar falhas no plantio”, diz Thatiana. A empresa também criou softwares voltados a produtores de laranja, café e eucalipto. Foi lançado também um programa para pecuaristas, que facilita a contagem do gado.

A XMobots foi uma das primeiras brasileiras de drones a ser certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC. Hoje, cerca de 40 produtores rurais de estados como São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso utilizam os drones e softwares de mapeamento criados pela XMobots.

POR CARLA ARANHA

Fonte : Globo Rural