.........

Dow vende parte da área de sementes no Brasil

.........

A americana Dow Chemical anunciou ontem que chegou a um acordo definitivo para vender parte de seu negócio de sementes no Brasil, gerenciado pela subsidiária Dow AgroSciences, para o CITIC Agri Fund. O valor do negócio chegou a US$ 1,1 bilhão.

Foi incluída na negociação uma cópia do banco de germoplasma, centros de pesquisa de sementes, unidades para processamento, a marca Morgan e a licença para uso da marca de sementes da Dow por um período de tempo determinado. A venda desses ativos já era esperada e estava prevista em um Acordo em Controle de Concentração (ACC) estabelecido com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo nota da Dow, os ativos negociados geraram receita aproximada de US$ 287 milhões em 2016.

O processo de venda teve início após a aprovação pelo Cade, com restrições, da fusão entre a Dow Chemical e a DuPont no Brasil, em 17 de maio. O órgão brasileiro seguiu a mesma linha de entendimento de tribunais no exterior que exigiram a adoção de medidas compensatórias – como a venda de ativos – para minimizar a concentração de mercado.

"O anúncio de hoje [ontem] avança ainda mais o processo de aprovação regulatória e mantém a lógica estratégica e o potencial de criação de valor da nossa fusão com a DuPont e as três empresas independentes que pretendemos criar", afirmou Andrew Liveris, presidente e diretor executivo da Dow, em comunicado.

Em nota, a Dow reafirmou que a fusão com a DuPont ainda deve gerar economia de custos de cerca de US$ 3 bilhões e sinergias de crescimento da ordem de US$ 1 bilhão. Ambas as companhias reafirmaram suas expectativas de fechar a fusão em agosto de 2017.

Por Kauanna Navarro | De São Paulo

Fonte : Valor