.........

Dez mil famílias produtoras de tabaco devem ser atendidas em programa federal de diversificação de culturas

.........

Empresas que prestarão assistência técnica a agricultores serão contratadas ainda em 2011

Até o fim de 2011, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) concluirá a contratação de 13 entidades que vão receber R$ 11 milhões para prestarem Assistência Técnica e Serviços de Extensão Rural (Ater) a 10 mil famílias de agricultores familiares que plantam tabaco e desejam diversificar suas culturas.

Os contratos com essas entidades são resultado de uma chamada pública do Ministério realizada em setembro, para atender a fumicultores nos sete maiores estados produtores de fumo no país: Alagoas, Sergipe, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

A contratação das entidades é uma das iniciativas interministeriais para atender às diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) para o controle do consumo do tabaco. Com previsão de início em 2012 e de duração de 12 meses, os atendimentos vão elevar para 50 mil o número de famílias beneficiárias do Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco do MDA. O programa inclui serviços como capacitação, apoio técnico ou participação em pesquisa.

De acordo com o governo federal, em seis anos, foram investidos R$ 26 milhões nas atividades do programa. Atualmente, há 65 projetos de diversificação à cultura do tabaco na agricultura familiar em andamento para criação de frango, peixe, gado leiteiro, frutas e hortaliças.

Fonte: Ruralbr  | MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO