.........

Destino correto de embalagem de agrotóxico cresce 8% até junho

.........

Quase 20 mil toneladas de embalagens foram devolvidas nas mais de 400 unidades de recebimento

por Agência Estado

Editora Globo

Cerca de 94% das embalagens plásticas de agrotóxicos são recolhidas no pós-consumo e têm destinação correta no Brasil, segundo o inpEV

A destinação correta de embalagens de agrotóxicoscresceu 8% no primeiro semestre, segundo o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), que reúne agricultores e fabricantes no Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos).
Foram encaminhadas para "destino ambientalmente correto 19.550 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos, que foram devolvidas nas mais de 400 unidades de recebimento em todo o País". Os Estados que mais destinaram no primeiro semestre foram Mato Grosso, Paraná, São Paulo,Goiás e Minas Gerais, que representam 70% do total no Brasil.
Em nota, João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV, disse que cerca de 94% dessas embalagens plásticas são recolhidas no pós-consumo e têm destinação correta no Brasil. Em dez anos, o Sistema Campo Limpo remeteu mais de 220 mil toneladas de embalagens de agrotóxicos e sua atividade resultou em benefícios ambientais. Segundo o InpEV, possibilitou que 250 mil toneladas de CO2 equivalente deixassem de ser emitidas, ganho que corresponde a uma economia de 571 mil barris de petróleo.

Fonte: Globo Rural