DANILO UCHA – Viabilidade das hidrovias no Rio Grande do Sul

Secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen vai falar sobre as hidrovias gaúchas

Secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen vai falar sobre as hidrovias gaúchas

O Projeto Hidrovias RS, o zoneamento das áreas potenciais dos parques hidroviários, a viabilidade, gestão e sustentabilidade das hidrovias do Estado serão discutidas na quinta-feira, na Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul, em evento a ser aberto pelo secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen. Participarão dos debates o presidente da Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP), Wilen Manteli; o gerente de projetos da entidade, Miguel Pires; o presidente do Fórum de Infraestrutura, Cylon Rosa Neto; o diretor técnico da Secretaria do Meio Ambiente, Rafael Volquind; o representante do Badesul, Ildo Meneghetti; da Superintendência dos Portos, Luiz Alcides Capoani; da Sociedade de Engenharia, Sérgio Klein; da Secretaria dos Transportes e Mobilidade, Humberto Canuso; da Famurs, Fernando Henrique Schwanke; e o mediador Daniel Lena Souto.

Custos de logística

O maior aproveitamento dos rios gaúchos melhorará, por exemplo, a logística do escoamento das safras agrícolas e do transporte de insumos para a lavoura, cujos custos são um dos principais vilões das exportações brasileiras, como disse o presidente da Associação Brasileira de Comércio Exterior, José Augusto de Castro, no 34º Encontro Nacional de Comércio Exterior, dia 20, no Rio de Janeiro. A má logística prejudica tanto quanto os encargos tributários. O presidente da ABTP, Wilen Manteli, comentou a afirmação de Castro explicando que, devido a tais obstáculos, a participação brasileira no comércio mundial deverá cair de 1,18% para 1,0%, voltando para o patamar de 2002. O Brasil vai ocupar o 26º lugar no comércio exterior. Os elevados investimentos privados nos portos são invalidados pela má qualidade dos acessos terrestres e aquaviários, má administração dos portos, entregues às Companhias Docas Federais e a autarquias estaduais, excesso de burocracia e mão de obra despreparada para operar os modernos equipamentos de carga e descarga. Para Manteli, a solução é tratar a atividade portuária como serviço privado de interesse geral e não mais como serviço público.

Gastronomia na Expoagas

As melhores oportunidades da indústria alimentícia e os exemplos de sucesso de gestão para o negócio de gastronomia estarão reunidos na Expoagas. É o caso do Seminário Regional de Gestão para Gastronomia, promovido pelo Sebrae/RS, dia 27, às 14h, na Sala B, no 2º andar do Pavilhão do Centro de Eventos da Fiergs.

Vitória

Por meio de liminar em mandado de segurança, empresa de geração de energia obteve, através do jurídico da Grupo Consultoria, o direito à suspensão da aplicação do fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) para usinas hidrelétricas. A liminar da 2ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal é inédita no País por ser a primeira concedida através de Ação de Mandado de Segurança e obriga a Aneel, por meio da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que, até o trânsito em julgado da ação, abstenha-se de proceder ao ajuste do MRE em relação à companhia.

Borboletas

Terminará na sexta-feira o prazo para ajudar o Bourbon Shopping a escolher a borboleta que fará parte de sua decoração de Primavera. Acesse o site primavera.bourbonshopping.com.br e veja como participar e ser premiado.

Cofre inteligente

A Protege vai participar da Expoagas, a partir de hoje, na Fiergs. A novidade deste ano será o cofre inteligente, que garante total segurança do caixa e acompanhamento das movimentações feitas em dinheiro.

Painel Econômico
DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio