.........

Dentro do possível

.........

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, disse ontem que o Plano Safra 2017/18, que será anunciado na próxima semana, "vai ser um plano dentro das condições mínimas, que o orçamento e a União permitem" atualmente. De acordo com Geller, que participou do seminário "Perspectivas para o agribusiness 2017 e 2018", realizado pela B3 (ex-BM&FBovespa), houve "discussões acaloradas" sobre o plano. Embora o governo não tenha conseguido atender a todas as demandas, os volumes de recursos serão "bastante robustos" e terão "taxas de juros razoáveis compatíveis com o momento" da economia do país. Para ele, o Brasil começa a dar sinais de recuperação após uma longa recessão. "Há sinais de recuperação, muito alicerçada na produção", afirmou. Como antecipou o Valor, o governo decidiu garantir juros mais baixos, de até 6,5% ao ano, e um volume de recursos a juros controlados da ordem de R$ 184 bilhões no Plano Safra 2017/18. O montante é quase o mesmo disponibilizado na atual safra (R$ 183,9 bilhões), que terminará no dia 30 de junho.

Regis Filho/Valor

Por Kauanna Navarro

Fonte : Valor