.........

Demanda fraca por soja Intacta derruba ações da companhia

.........

Maior empresa de sementes do mundo, a Monsanto viu seus papéis registarem a maior queda em seis meses na bolsa de Nova York após a OTR Global rebaixar o preço-alvo de suas ações em meio a sinais de que as vendas da soja Intacta RR2 PRO não responderem às expectativas da multinacional americana.

Em informe divulgado ontem, a OTR afirmou que distribuidores de sementes e produtores rurais no Brasil e na Argentina relataram vendas abaixo do previsto da tecnologia de segunda geração desenvolvida pela Monsanto, que traz genes combinados que ajudam a promover o controle da lagarta helicoverpa. A OTR reduziu o rating da Monsanto de "mixed" para "negativo".

Hugh Grant, chairman e CEO da companhia, planeja elevar as vendas do Intacta RR2 PRO para 4,8 milhões de hectares este ano, em comparação ao 1,2 milhão de hectares do ano passado. No longo prazo, a meta da Monsanto é chegar a 40 milhões de hectares. De acordo com a OTR, dez de 14 fontes questionadas afirmaram que a demanda pela tecnologia Intacta foi "fraca" ou " razoável", devido ao alto custo da semente.

As ações da Monsanto chegaram a recuar 2,5%, para US$ 111,62, em Nova York. Antes, caíram 3%, o maior recuo no mesmo dia desde 24 de fevereiro. Mas os papéis acabaram fechando em baixa de 1,25%, a US$ 113,01.

Em resposta ao relatório da OTR, a porta-voz da Monsanto, Sara Miller, afirmou que a demanda pela soja Intacta está no ritmo previsto para atingir 4,8 milhões de hectares neste ano. "Nos sentimos muito bem a respeito de como a Intacta está caminhando", disse ela por e-mail. "Nossa visão tem o respaldo do fato de que nossas vendas estão atingindo a meta, e pré-pagamentos acima do esperado".

No Brasil, a Monsanto enfrenta questionamentos da Abiove, que representa as indústrias processadoras de soja. Em meados de julho, a Abiove manifestou dúvidas quanto aos processos de monitoramento da Intacta RR2 PRO, que poderiam dificultar o recebimento da soja transgênica dos agricultores. A Monsanto, por sua vez, disse no fim daquele mês que mais de 430 empresas, que somam 3 mil pontos de entrega de soja, já haviam entrado em acordo para operar o sistema de recebimento e comercialização do grão, e que seguia em busca de um entendimento com as 12 associadas à Abiove. (Colaborou Bettina Barros)

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3691104/demanda-fraca-por-soja-intacta-derruba-acoes-da-companhia#ixzz3D1AMkjlG

Fonte: Valor | Por Bloomberg