.........

Decreto pode liberar uso de defensivos contra ferrugem asiática

.........

Expectativa é de que regulamentação saia em 30 dias

Tiago Vianna

Foto: Tiago Vianna / Agencia RBS

Prejuízos provocados pela ferrugem ultrapassam US$ 25 bilhões em 10 anos

O governo deve baixar nos próximos 30 dias um decreto declarando emergência para permitir a importação e o uso de defensivos agrícolas que ainda não tiveram seus registros liberados, como é o caso dos fungicidas para controle da ferrugem asiática, que conta com apenas dois princípios ativos aprovados.

A informação é do deputado federal Valdir Colatto (PMDB/RS) que discutiu o assunto nesta quinta, dia 11, com o ministro da Agricultura, Antônio Andrade. Ele afirmou que o ministro vai levar ao Palácio do Planalto a proposta de liberação dos novos defensivos por meio de decreto de emergência, pois os agricultores precisam se preparar para o plantio da safra de verão que começa em setembro.

O deputado explicou que a medida é necessária por causa da falta de estrutura da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aprovar os novos pedidos de registros feitos pelos fabricantes de agrotóxicos.

– Existem mais de 340 pedidos em análise na Anvisa, que só tem condições de aprovar 40 por ano. Neste ritmo levará mais de oito anos para que todos sejam aprovados – disse Colatto.

O diretor executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), Fabrício Rosa, que acompanhou o deputado na audiência com o ministro, afirmou que os prejuízos provocados pela ferrugem ao longo dos últimos 10 anos ultrapassam US$ 25 bilhões.

Ele observou que os estudos do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) mostraram que somente em Mato Grosso os prejuízos diretos provocados pela ferrugem na safra 2012/13 alcançaram US$ 1,5 bilhão, o equivalente a 40 milhões de sacas.

Fonte: Ruralbr