.........

Decisão é vista com cautela

.........

O presidente da Farsul, Carlos Sperotto, é cauteloso quanto ao texto aprovado ontem. Ele ponderou que a MP 571/12 ainda precisa passar pelo Senado e pelo crivo da presidente Dilma Rousseff. "Avaliar agora é precipitado, já que ainda faltam essas etapas", diz o dirigente.
Já para o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no RS (Fetag), Elton Weber, não há objeção no que foi votado. Ele ressaltou que os pequenos produtores foram contemplados com uma medida justa. "Não modificando a regra para os quatro módulos está bem. Agora é aguardar pelos próximos desdobramentos, pois ainda há chance de haver modificações", analisa.

Fonte: Correio do Povo