DANILO UCHA – Os efeitos da crise no consumo e serviços no Brasil

Crise reflete no comportamento do consumidor

Crise reflete no comportamento do consumidor

Pesquisa feita pelo PiniOn, plataforma de tecnologia móvel, com 1.964 pessoas em todo o País, constatou que 91% dos habitantes do Brasil já estão sentindo os efeitos da crise econômico-financeira e sendo obrigados a mudar hábitos de consumo. Cortaram despesas em lazer (90%), alimentação (59%), transporte (42%), saúde (17%) e educação (15%). As contas de luz e água são as que mais estão pesando, segundo os entrevistados, seguidas pelas dos alimentos, transporte, lazer e entretenimento, higiene pessoal, saúde, medicamentos, serviços, vestuário, aluguéis e educação. A maioria está pessimista e teme mais desemprego até o final do ano. O setor de serviços, que responde por quase 70% do PIB, começou a sentir os efeitos da crise, seguindo o caminho da indústria. O economista Vinicius Botelho, da Fundação Getulio Vargas/Ibre, disse à revista Conjuntura Econômica que “começou o grande ciclo de desaceleração do setor de serviços”.Em Porto Alegre, pequenas lojas estão fechando e muitos restaurantes estão vazios. Mais de 50% dos apartamentos dos hotéis da Capital estão desocupados.

Imposto

O brasileiro trabalha de janeiro até o final de maio só para pagar impostos ao governo. São cerca de R$ 2 trilhões por ano, com retorno muito pequeno em serviços e benefícios para a população. A informação é da campanha Basta de tanto imposto, contra o aumento do ICMS pretendido pelo governador José Ivo Sartori (PMDB), liderada pela Fecomércio-RS.

Roubo de veículos

A Secretaria Estadual da Segurança Pública está prometendo uma ofensiva contra roubos de veículos. É mais do que necessário, já que, só no fim de semana, oito automóveis foram arrombados no estacionamento do Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues, na avenida Erico Verissimo. No primeiro semestre, os roubos registados pela polícia tiveram alta de 17%.

Turismo religioso

A Secretaria Estadual de Turismo estuda a criação de um roteiro turístico denominado Caminhos dos Santuários, envolvendo o Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, em Pinto Bandeira, o Santuário de Santo Antônio, de Bento Gonçalves, e o Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, em Farroupilha. A informação é do secretário de Desenvolvimento Econômico, Urbanismo, Indústria e Comércio, Cultura e Turismo de Pinto Bandeira, Danilo Nichetti, que esteve em Porto Alegre divulgando a 1ª Feira do Livro do município, que ocorrerá de 17 a 20 de setembro, durante a Semana Farroupilha. O projeto do roteiro foi encaminhado à Secretaria de Turismo pelo prefeito João Pizzio.

Novo e ruim

O Brasil tem um novo estatuto, o da Pessoa com Deficiência, Lei 13.146/2015, que entrará em vigor no prazo de 180 dias. Ao que parece, é mais uma complicação para as pessoas e as empresas, sem equacionar os problema. Para o especialista da Pactum Alexandre Tavares, não atende adequadamente os trabalhadores deficientes, além de elevar o nível de complexidade e dificuldade que os empresários já têm quanto ao cumprimento de cota na contratação desse perfil de empregado.

Marcopolo

A fábrica de ônibus Marcopolo, de Caxias do Sul, vendeu 10 ônibus de alto padrão para a chilena Empresa de Transportes Maulim. São unidades do modelo Paradiso 1800, de dois andares.

Daninhas

A empresa global do setor de agroquímicos Adamá Agricultural Solutions lançou o herbicida Arreio Pasto. Combate plantas daninhas nas pastagens, principalmente espécies de difícil controle como Leiteiro, Amarelinho, Guanxuma e Unha-de-vaca.

Planalto

A Chocolate Planalto, de Gramado, reposicionou sua marca. Mudou sua apresentação visual e rejuvesneceu o desenho da camponesa que o caracteriza.

Painel Econômico
DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

O Dia

Fonte : Jornal do Comércio