.........

DANILO UCHA – Bacia de Pelotas será a vedete do leilão

.........

Deputada Miriam Marroni reuniu-se com José Gutman, na ANP

Deputada Miriam Marroni reuniu-se com José Gutman, na ANP

A bacia petrolífera de Pelotas, no sul do Rio Grande do Sul, sobre a qual se fala há anos, mas até hoje inexplorada, deverá ser umas das mais disputadas no leilão marcado para os dias 7 e 8 de outubro. Esta é a expectativa da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e da Petrobras passada à deputada estadual Miriam Marroni (PT) e ao prefeito de Santa Vitória do Palmar, Eduardo Morrone, pelo diretor da ANP, José Gutman, em reunião no Rio de Janeiro, quando ele disse que “a Bacia de Pelotas será a vedete do leilão”. Situada a cerca de 200 quilômetros da costa, perto da fronteira do Uruguai, a área que estará no leilão do dia 7 de outubro possui 18,6 mil km2 e, conforme projeções da ANP, um volume de petróleo estimado em 15 bilhões de barris, com necessidade de até 5 km de perfuração no fundo do mar. A ANP projeta um investimento mínimo de R$ 530 milhões pelas vencedoras do leilão.

Pelotas

A Associação Comercial de Pelotas entregará, dia 10, os títulos de Comerciante do Ano, Mérito de Serviços e Instituição Amiga de Pelotas. Para a primeira homenagem foram escolhidos os irmãos Paulo e Ricardo Crochemore, diretores da Indústria de Doces Crochemore; o Mérito de Serviços será de Dario Lorenzi, do 4º Tabelionato de Notas, e Instituição Amiga do Asilo de Mendigos.

Ibasa

O laboratório de saúde animal Ibasa está de volta à Expointer. Em seu estande, apresentará mais de 20 produtos destinados aos animais de produção.

25 anos

A Cabanha Catanduva comemorará, na Expointer, seus 25 anos produzindo Angus, com a realização do 7º Red Concert. Será dia 2 de setembro, às 20h30min, no restaurante Internacional do Parque de Esteio.

Bomag

O executivo Walter Rauen é o novo presidente da Bomag Marini Latin America, de Cachoeirinha, que atua no mercado de pavimentação e recuperação de rodovias. Rauen presidiu anteriormente a alemã Ciber, do Grupo Wirtgen, posteriormente a Guerra, de Caxias do Sul, e a alemã Lintec, também na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Dona Bita

A vinícola Don Giovanni, de Pinto Bandeira, lançou o espumante Dona Bita, com 70 meses de cave. Elaborado pelo método champenoise (fermentação na garrafa), com uvas Chardonnay (60%) e Pinot Noir (40%), leva este nome em homenagem a Beatriz Dreher Giovannini, dona Bita, mãe dos proprietários da vinícola, Paola, Fábia e André Dreher Giovannini, que completou 70 anos. Tem cor amarelo dourado, excelente brilho e perlage intenso, persistente com borbulhas pequenas e de grande intensidade.

Nini Salton

Ainda na área do vinho e das homenagens, a vinícola Salton, de Bento Gonçalves, está colocando no mercado o quarto produto do Projeto Gerações, edições limitadas com vinhos elaborados a partir de vinhedos de destaque pela qualidade de suas uvas. O Antônio “Nini” Salton homenageia o primeiro enólogo da família, integrante da primeira geração da vinícola que tem mais de 100 anos. Numeradas e de produção limitada a 13 mil garrafas, é um tinto de coloração roxa intensa viva e muito corpo e taninos maduros, oriundo de vinhas Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot e Cabernet Franc, safra 2011, segundo Daniel Salton, presidente da empresa.

Painel Econômico
DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio