.........

DANILO UCHA: Aviões para combater o abigeato no Rio Grande do Sul

.........

Aviões para combater o abigeato no Rio Grande do Sul

AEROMOT/DIVULGAÇÃO/JC

Ximango, de fabricação gaúcha, é uma opção para patrulhar o campo

Ximango, de fabricação gaúcha, é uma opção para patrulhar o campo

Concluída a 37ª Expointer, várias certezas ficaram estabelecidas. Uma delas é que o Estado terá que fazer um combate sério e organizado ao abigeato (roubo de gado), que causa prejuízos aos produtores, à receita pública e aos consumidores, abastecidos com carne sem procedência, de animais abatidos sem qualquer fiscalização. Uma das propostas é dotar a Brigada Militar de melhor patrulhamento aéreo, com aviões Ximango, de fabricação gaúcha, cujo desempenho já foi provado como melhor e mais barato do que outros equipamentos como bimotores e helicópteros. A opção pelo Ximango também reforçaria o desempenho de uma tradicional indústria aeronáutica do Rio Grande do Sul.

Abigeato II

O industrial Cláudio Barreto Viana, presidente da Aeromot, explica que o uso do Ximango tem custo muito menor do que as demais aeronaves. Cálculo do Grupamento de Polícia Militar Aéreo, da Brigada Militar, mostra que, considerando o custo do Ximango com índice 100, o de um avião monomotor será de 220, e o de um bimotor, 502. Os helicópteros também são operacionalmente mais caros: um Schwizer tem índice de custo 307, um MD-500, de 593, e um Esquilo, de 1190. Missões de observação aérea e patrulhamento que possam ser executadas com Ximango devem ser feitas com este tipo de aeronave, reservando as demais para missões que só elas possam efetuar. A BM já tem até um projeto, com três bases em Uruguaiana, Bagé e Santa Vitória do Palmar. Os prejuízos do abigeato chegam a R$ 300 milhões anuais, 20 vezes mais do que o preço a pagar, em dois anos, por uma frota de 10 aeronaves Ximango mais estação móvel de terra.

Cachaça boa

A Amburana, da Weber Haus, foi escolhida a melhor cachaça em concurso da 27ª Expointer. O produto ícone conquistou primeiro lugar na categoria cachaça envelhecida do Concurso de Produtos da Agricultura Familiar.

Avaliação Nacional

Estão esgotadas as vagas para a Avaliação Nacional de Vinhos que será realizada dia 27 de setembro, em Bento Gonçalves, pela Associação Brasileira de Enólogos: 850 apreciadores de vinhos estarão, junto com críticos, enólogos e produtores, provando as 16 amostras selecionadas entre as 30% representativas da safra. O resultado foi apurado por 120 enólogos que, durante o mês de agosto, degustaram 290 amostras de 58 vinícolas.

Bettanin

A Bettanin, indústria líder na fabricação de vassouras sintéticas no Brasil, reformulou sua linha de panos. Lançou dois novos, mais resistentes que os tradicionais, e um com pontos de silicone que retiram a sujeira sem riscar as superfícies.

Belsul

Com base em uma estratégia de expansão bastante ousada para os padrões das empresas brasileiras de especialidades químicas, a gaúcha Belsul está colhendo bons frutos da ousadia de seu processo de internacionalização. O primeiro escritório fora do País foi aberto em Nova Iorque (EUA) e o segundo em Seul, na Coreia do Sul. “Importamos e distribuímos matérias-primas”, informa Sérgio Sanches Corrêa, presidente da Belsul. Para tornar os produtos economicamente viáveis no Brasil e na América Latina, a Belsul já conta com algumas linhas de crédito locais.

Flehr

A Flehr Engenharia, empresa gaúcha de projetos estruturais, abriu escritório em São Paulo. É dirigida por Tito Henke Tedesco e Carlo Flehr.

Dal Pizzol

A vinícola gaúcha Dal Pizzol conquistou Medalha de Ouro para o Dal Pizzol Espumante Charmat Brut e Medalha de Prata para o Dal Pizzol Espumante Brut Rosé no concurso Vinus 2014, em Mendoza, na Argentina. O enólogo Dirceu Scottá diz que os prêmios comprovam o acerto do trabalho de melhoria da qualidade dos espumantes.

Crioulos e Devon

O criador José Laitano foi eleito, durante a Expointer, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos. Assumirá dia 8 de outubro, substituindo Mauro Ferreira. A Associação Brasileira de Criadores de Devon elegeu Elizabeth Cirne Lima como presidente. Substituiu Gilson Barreto Hoffmann.

Grande passo

Uma pequena empresa de Caxias do Sul está próxima de dar um dos mais importantes passos de sua trajetória de mais de 30 anos. A Trava & Fio, voltada para a comercialização e industrialização de ferramentas de corte e afiação, confirmou sua primeira exportação e já é cobiçada por empresas da Europa para formar uma parceria ou fusão. Foi incentivada pelo Sebrae-RS. A informação é do engenheiro e técnico mecânico Ângelo Mestriner, diretor da Trava & Fio.

O Dia

  • O diretor de Engenharia de Valor da Ariba SAP América Latina, Hector de La Hoz, será o palestrante do almoço da CIC Caxias do Sul, às 12h.
  • O Centro Sinplast de Inovação e Governança terá palestra de Vinicius Machado, da Perestroika, às 12h, na Fiergs.
  • A Universidade Feevale terá palestra da diretora de exportação da Piccadilly, Micheline Grings Twigger, às 19h30min, no Câmpus II (ERS-239, 2.755, Novo Hamburgo).
  • O restaurante Peppo Cucina (rua Dona Laura, 161) continuará, nesta semana, comemorando seus 10 anos com degustações de vinhos e jantares harmonizados.

 

Fonte: Jornal do Comércio

DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Coluna publicada em 08/09/2014