DANILO UCHA – Apoio federal para a ovinocultura no Sul

Pequenos produtores de ovinos comemoram a ajuda do governo

Pequenos produtores de ovinos comemoram a ajuda do governo

Os criadores de ovinos gaúchos que reclamavam que o governo federal não dava atenção ao setor no Sul, prestigiando apenas o Nordeste, foram, de certa forma, atendidos ontem, em Bagé, quando o Ministério da Integração anunciou a destinação de R$ 510 mil para o fortalecimento da estrutura gerencial e produtiva de pequenas propriedades da Rota do Cordeiro, uma rede de arranjos produtivos locais (APL) que tem o objetivo de promover o desenvolvimento regional e a inclusão socioeconômica das regiões menos desenvolvidas do País. O anúncio foi feito pelo secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Alexandre Chumbinho, em reunião com prefeitos do Consórcio do Pampa Gaúcho e ovinocultores, na Universidade do Pampa, campus Bagé, dentro da agenda do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.

Vinho

Único no Brasil com chancela da Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE), o Concurso Internacional de Vinhos do Brasil passa a se chamar Brazil Wine Challenge, numa estratégia que busca ampliar a participação de rótulos de todos os continentes. Em sua 8ª edição, será realizado de 7 a 11 de junho, em Bento Gonçalves, numa realização conjunta entre a Associação Brasileira de Enologia (ABE) e a Revista Adega.

Águeda-Rio Grande

O prefeito da cidade portuguesa de Águeda, Gil Nadais, virá ao Rio Grande do Sul neste mês. Será homenageado, dia 16, em Rio Grande, cidade-irmã de Águeda.

No Japão

A coordenadora de marketing do Senac-RS, Anna Quadros, vai ao Japão executar um plano de comunicação e marketing e capacitar profissionais da escola Alegria de Saber para a prospecção de novos alunos em 2016. A missão inicia na 1ª quinzena de fevereiro e terá duração de 30 dias. Um dos objetivos destes cursos é capacitar os brasileiros que vivem no Japão e pretendem retornar ao País.

Maçã

A safra 2016 da maçã foi prejudicada pelo clima chuvoso, o granito e os ventos da primavera, mas os frutos que resistiram são bonitos e saborosos. Foi o que se viu na abertura da safra da maçã, sábado, dia 30 de janeiro, em Vacaria, nos pomares da fazenda Guabiju, da Rasip Alimentos. O produtor Raul Anselmo Randon, sua esposa Nilva e o filho David Abramo Randon recepcionaram o governador José Ivo Sartori. A empresa tem 1.040 hectares com macieiras.

Terras

Milhares de proprietários rurais que ocupam áreas da União na chamada faixa de fronteira até 150 quilômetros do limite entre o Brasil e os países vizinhos estão procurando o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para se beneficiarem da Lei 13.178, assinada pela presidente Dilma Rousseff, que facilita a regularização destas áreas. Em todo o País, a faixa mede 15 mil quilômetros e é dividida em três grandes áreas: Arco Norte, Arco Central e Arco Sul (da qual o Rio Grande do Sul faz parte).

Crédito rural

Os produtores rurais já podem contratar crédito do pré-custeio para a safra 2016-2017. O Banco do Brasil disponibilizará R$ 10 bilhões com taxas controladas para a aquisição de insumos.

Picanha aos russos

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne está levando mais de 450 quilos de picanha, filé mignon, filé de costela e costela desossada para fazer churrasco aos russos que visitarem seu estande na Prodexpo, um dos maiores eventos do setor de alimentos da Rússia e do Leste Europeu, que acontecerá de 8 a 12 de fevereiro, em Moscou. Com apoio da Apex e 10 frigoríficos brasileiros que querem aumentar as exportações de carne para a Rússia.

Sem água e luz

Em tese, o abastecimento de água e o fornecimento de energia elétrica estavam normalizados no Centro Histórico de Porto Alegre desde segunda-feira. Mas muita gente ainda estava com as torneiras secas no fim da tarde de ontem. Pior, a luz voltou no domingo, mas, em alguns quarteirões, só em uma fase, o que impedia os moradores de utilizarem eletrodomésticos, elevadores, e que a água chegasse nos andares acima do térreo nos edifícios. Parte da Cidade Baixa também estava sem luz ontem à tardinha. As equipes da CEEE seguiam trabalhando.

MARCELO G. RIBEIRO/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte ; Jornal do Comércio