DANILO UCHA

NF-e e NFC-e ganham cada vez mais espaço

MAURO MATTOS/ARQUIVO/PALÁCIO PIRATINI/JC

A nota fiscal eletrônica agiliza as vendas do varejo no Brasil

A nota fiscal eletrônica agiliza as vendas do varejo no Brasil

A emissão de documentos fiscais eletrônicos tem tornado o Brasil referência na área para diversos países. A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), voltada para as operações comerciais, e a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), utilizada pelo varejo, são destaque nesse aspecto. A NF-e foi pioneira e, desde sua implementação, em 2006, mais de 1 milhão de empresas emitiram 11 bilhões de notas digitais, sem a necessidade de gerar documentos em papel. A NFC-e, desde março de 2013, atingiu 251 milhões de autorizações para 29 mil empresas. Na base de todas essas operações, está o código de barras, que tem importância fundamental para os processos que envolvem a tecnologia. O código de barras possibilita o acesso a todas as informações do produto que sai da indústria, passa pelo varejo e chega ao consumidor final. “Essa padronização garante que os dados sejam confiáveis em toda a cadeia, além de facilitar a automação dos processos. Com ele nos documentos fiscais eletrônicos, o Fisco garante uma melhor e mais justa apuração do recolhimento dos impostos, pois consegue identificar, com exatidão, os produtos”, explica o assessor de negócios da GS1 Brasil, Edson Matos. Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos.

Potencial

O seminário realizado ontem na Famurs sobre hidrovias teve como objetivo sensibilizar os prefeitos gaúchos quanto ao aproveitamento desse recurso natural. O diretor-presidente da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP), Wilen Manteli, calcula que cerca de 50 cidades do Estado teriam possibilidade de instalar indústrias na beira do Guaíba, rios ou lagoas e praticar a operação fluvial. O dirigente indica Rio Pardo como um dos municípios que apresenta maior potencial nesse sentido.

Novo produto

A Braskem lançou a Braskem Proxess, marca que reúne uma nova família de polietilenos de alta performance, tanto durante a transformação como na aplicação. O produto atende o segmento de embalagens alimentícias, sacarias industriais e filmes agrícolas. Será largamente utilizado para a produção de filmes destinados ao empacotamento automático de alimentos, segundo Edison Terra, diretor do Negócio de Polietileno da Braskem.

Empreiteiros

A Melnick Even realizará, hoje, a 16ª edição do Melhores do Ano, que premiará os empreiteiros que mais se destacaram em 2014. Serão reconhecidas 32 empresas em 13 categorias que abrangem todo o universo da construção civil. Estão sendo esperadas em torno de 800 pessoas, no Clube Farrapos, às 19h.

Reação

“O mercado está pronto para reagir à crise e a Belsul está alerta e preparada para retomar o crescimento junto aos seus clientes.” A frase é de Sérgio Sanches Corrêa, presidente de empresa Belsul, que nasceu junto ao Polo Petroquímico de Triunfo e hoje é especializada no fornecimento de matérias-primas, em nível mundial, para os setores de alimentos, bebidas e refrigerantes, celulose e papel, indústria farmacêutica, plásticos e transformação, química, têxtil e calçados, tintas e adesivos.

Expoagas

A Associação Gaúcha de Supermercados já está divulgando a Expoagas, que acontecerá em 25 de agosto, na Fiergs. As inscrições serão abertas em 1 de julho e, até 12 de agosto, todos os varejistas e fornecedores poderão fazê-la sem custos.

Economista

A Associação dos Economistas da Zona Sul vai eleger o Economista de Destaque, durante a próxima Fenadoce, em Pelotas. O evento começará dia 27.

Companhias abertas

Segundo pesquisa da Sabe Consultoria, houve um crescimento agregado de 19% nos resultados líquidos de 2014 (R$ 123,65 bilhões) comparados com 2013
(R$ 104,12 bilhões) nas companhias abertas brasileiras. Foram analisadas 250 empresas. O destaque ficou com os setores de educação, construção civil, papel e celulose e alimentos. Para 2015, as perspectivas não são boas. O setor de educação deve apresentar a maior mudança de cenário de toda a bolsa diante da redução do financiamento concedido pelo governo federal. A pesquisa está na Revista RI, que chegou às bancas.

O Dia

  • Café da manhã de lançamento do Dia do Vinho, às 8h30min, no Centro de Eventos CIEE, na rua Dom Pedro II, 861.
  • Abilio Afonso Baeta Neves e Érico Marlon de Moraes Flores assumirão a presidência e a direção científica, respectivamente, da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapergs), às 10h30min, no Centro Administrativo do Estado.
  • O presidente da OAB-RS, Marcelo Bertoluci, será o palestrante do almoço do Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul, às 12h, no hotel Plaza São Rafael.
  • Ildo Mário Zinvelski, diretor do Detran-RS, falará no almoço do sindicato das seguradoras, às 12h, no hotel Plaza São Rafael.
  • Cibele Kuss, secretária executiva da Fundação Luterana de Diaconial, será a palestrante do almoço da ADCE, na Igreja da Pompéia.
  • Daniela Felix, do Siborsul, informa que o economista Igor Morais fará palestra, às 17h, no Centro de Indústrias de São Leopoldo, sobre o cenário econômico e o setor da borracha.
  • O Sistema Opti, ferramenta que auxilia relações comerciais entre empresários do ramo da gastronomia e seus fornecedores, será lançado, às 15h, no Santander Cultural.
  • No Teatro do Sinduscon-RS, às 20h, show especial de Nani Medeiros com músicas de Lupicínio Rodrigues. Entrada franca.
  • Ana Paula Jung informa que abriram as inscrições para o Prêmio Colunistas Rio Grande do Sul. Em www.colunistas.com.
  • O chefe do Serviço de Urologia da Santa Casa de Porto Alegre, médico Mirandolino Batista Mariano, está no Urologic Oncology and Robotic Surgery on the Beach 2015, da Miller School of Medicine da University Miami (EUA). Falará sobre perspectivas em oncologia urológica e cirurgia robótica.

Fonte: Jornal do Comécio

DANILO UCHA
ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Coluna publicada em 14/05/2015