.........

CVM abre mais dois processos administrativos para investigar JBS

.........

RIO  -  A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou a abertura nesta terça-feira de dois novos processos administrativos referentes ao caso JBS, totalizando sete investigações diretamente ligadas à companhia.

Um dos casos instaurados hoje analisa a veracidade da divulgação dos controladores diretos e indiretos, até os controladores da Blessed Holdings, sediada nos Estados Unidos, e que faz parte do grupo de controle da JBS. O caso foi aberto a partir de notícias veiculadas na mídia, informou a CVM em comunicado.

O outro processo analisa a conduta de administradores e controladores da JBS “à luz dos deveres fiduciários previstos na Lei das S.A., em razão dos fatos que ensejaram a celebração de acordo de colaboração premiada entre executivos da companhia e da sua controladora e o Ministério Público Federal”, disse a autarquia.

Na sexta-feira, a CVM já havia informado a abertura de cinco procedimentos de análise para apurar operações do grupo no mercado financeiro para lucrar com os efeitos da delação premiada fechada por seus controladores e executivos.

Em outro caso que não está diretamente ligado à companhia, a CVM apura se fundos de investimentos agiram com informações privilegiadas sobre o teor da delação premiada dos controladores da JBS. Um dos alvos do inquérito é a gestora de recursos JGP — o desempenho positivo de dois de seus fundos contrastou com a queda generalizada do mercado na quinta-feira, primeiro dia de negociação após o vazamento de conversa entre Joesley Batista e o presidente da República, Michel Temer.

Fonte: Valor | Por Juliana Schincariol | Valor