.........

Curtas – Mudança na Minerva

.........

A Minerva Foods, terceira maior empresa de carne bovina do país, anunciou ontem que o diretor de finanças Edison Ticle deixará o cargo no fim de janeiro, após quase nove anos na companhia. No período em que liderou a estratégia financeira da companhia, a Minerva saiu de um faturamento anual de R$ 2 bilhões para cerca de R$ 15 bilhões, assumindo posição de destaque na Argentina e no Uruguai, onde a empresa é hoje a líder. O executivo, que se tornou referência entre analistas do setor pela gestão de capital de giro, também conseguiu melhorar as métricas de dívidas. Em 2009, quando entrou na empresa, a Minerva emitia bonds de dez anos com taxas superiores a 12% ao ano. No último ano, papéis de mesmo prazo saíram por 6%.

Plano Safra 2018/19

O Ministério da Agricultura já iniciou as conversas com a equipe econômica do governo em busca de uma nova redução, entre 1 e 2 pontos percentuais, nas taxas de juro das linhas de crédito rural para o próximo Plano Safra, o 2018/19, que deve ser lançado entre maio e junho, apurou o Valor. A ideia é que as taxas de custeio agropecuário caiam dos atuais 8,5% para até 6,5% ao ano, e que as das linhas de investimento recuem de até 6,5% para 5,5% ao ano. A avaliação na Pasta é que há espaço para reduzir as taxas do crédito rural devido ao cenário de juros baixos na economia. E como deve deixar o cargo até 6 de abril para disputar a reeleição ao cargo de senador, o ministro da Agricultura Blairo Maggi também quer antecipar ao máximo as negociações.

Fonte : valor