.........

Curtas – Judiciário Eficiente

.........

O programa Judiciário Eficiente, criado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) para auxiliar o processo de gestão das unidades judiciais e administrativas, divulgou ontem a lista das varas contempladas com os selos Ouro, Prata e Bronze, de acordo com o desempenho das unidades no primeiro semestre. Essa é a segunda entrega de selos desde a implantação do programa, em agosto do ano passado. Nesta edição, 1.119 unidades receberam o Selo Ouro, 314 receberam o Selo Prata e 115 o Selo Bronze. As unidades com dois selos Ouro consecutivos receberão o "Certificado Unidade Judicial Eficiente" e seus servidores participarão do sorteio de prêmios. Os selos são entregues semestralmente de acordo com a taxa de congestionamento apurada no período de um ano. Os percentuais exigidos para concessão dos selos variam de acordo com a competência da unidade.

Zonas eleitorais

O conselheiro Gustavo Alkmim, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), decidiu pelo não conhecimento de um pedido feito pela Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages) para suspender atos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinaram o rezoneamento eleitoral. O novo modelo visa corrigir as distorções no quantitativo em zonas eleitorais, com objetivo de assegurar, nas capitais, 100 mil eleitores por zona. De acordo com informações do TSE, o rezoneamento deverá gerar uma economia anual de aproximadamente R$ 74 milhões aos cofres públicos.

Fonte : Valor