Curta – Eleição no TST

O Tribunal Pleno do Tribunal Superior do Trabalho (TST) elegeu ontem o ministro João Batista Brito Pereira para presidir a Corte no biênio 2018/2020. Ele entrará no lugar do ministro Ives Gandra Martins Filho. O vice-presidente será o ministro Renato de Lacerda Paiva, atual corregedor-geral da Justiça do Trabalho. O novo corregedor-geral será o ministro Lelio Bentes Corrêa. A posse da nova direção ocorrerá em sessão solene no dia 26 de fevereiro do próximo ano. O presidente eleito está no TST desde maio de 2000. Ocupou vaga destinada a membro do Ministério Público do Trabalho. No biênio 2014/2016, exerceu o cargo de corregedor-geral da Justiça do Trabalho. O atual corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Renato de Lacerda Paiva, integra o TST desde 2002, em vaga destinada a magistrados de carreira. Atuou como advogado até ingressar na magistratura do trabalho como juiz do Trabalho substituto na 2ª Região (SP). Foi juiz presidente da 17ª Junta de Conciliação e Julgamento (JCJ) de São Paulo e da JCJ de Itapecerica da Serra e, em 1995, promovido por merecimento a juiz do TRT-SP. Já o próximo corregedor-geral, Lelio Bentes Corrêa, é ministro do tribunal desde julho de 2003 e ocupou vaga destinada a representantes do Ministério Público. Ele integra a Comissão de Peritos em Aplicação de Normas Internacionais da Organização Internacional do Trabalho (OIT) desde 2006.

Fonte : Valor