.........

CTNBio dá aval a cana transgênica

.........

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou ontem o uso comercial da primeira variedade transgênica de cana no Brasil, desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). O processo segue para ratificação do Conselho Nacional de Biossegurança (CNBS), vinculado à Presidência.

A variedade, a CTC 20 Bt, é resistente à broca da cana, principal praga que ameaça a cultura e que provoca prejuízos estimados em R$ 5 bilhões anuais, segundo o CTC. A variedade desenvolvida contém o gene Bt da bactéria Bacillus thuringiensis, que também é utilizado na transgenia de outras plantas, como nas culturas de soja, milho e algodão.

Segundo estudo científico apresentado pelo CTC à CTNBio, o gene Bt é eliminado nos derivados de cana no processo de fabricação. Um estudo ambiental apresentado pela companhia também não constatou efeitos negativos para a composição do solo, à biodegradabilidade da cana transgênica ou às populações de insetos, exceto às pragas-alvo.

O CTC pretende agora "expandir o portfólio de variedades resistentes à broca, adaptadas a cada uma das regiões produtoras do Brasil", disse Gustavo Leite, presidente do centro, em nota. Segundo o executivo, a variedade transgênica proporciona, além de ganhos econômicos, a simplificação da logística e a melhorara da gestão ambiental das operações.

Após o registro, o CTC pretende distribuir mudas da variedade e monitorar o plantio. De acordo com Leite, "o processo de propagação é similar ao de introdução de uma variedade convencional, com a cana dos primeiros anos sendo usada para expansão da área plantada e não para a produção de açúcar e etanol".

Por Camila Souza Ramos | De São Paulo

Fonte : Valor