.........

Crédito rural para Minas Gerais tem crescimento de 57%

.........

Foto: Paulo Henrique Carvalho/ MDA

Foto: Paulo Henrique

A agricultura familiar mineira terá R$ 4,4 bilhões em crédito rural para investir na safra 2015/2016. O anúncio foi feito no lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar para Minas Gerais, realizado na Assembleia Legislativa do estado, em Belo Horizonte. O montante previsto deve ser distribuído em mais de 200 mil novos contratos feitos por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, participou da apresentação do Plano Safra e ressaltou o aumento de 20% no valor ofertado para todo o Brasil pelo Pronaf. Serão R$ 28,9 bilhões para safra atual. “Tivemos grandes avanços – o aumento dos recursos, as mudanças no Seguro da Agricultura Familiar, e o aumento nos valores de compras governamentais. Somos um grande povo, estamos construindo uma nação e temos que nos opor às imposições de que não tivemos conquistas nos últimos anos”, afirmou.

“Estamos trabalhando com dois horizontes: desenvolver a agricultura familiar brasileira e assentar todas as famílias acampadas. Já assentamos 10 mil acampados e vamos fazer muito mais, para que, no final do governo da presidenta Dilma, não tenha mais nenhuma criança debaixo da lona no nosso país”, apontou o ministro.

Segundo o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, um dos objetivos do governo é transformar o estado em espaço de desenvolvimento sustentável. “Nós governamos para os desassistidos, para os que não são vistos por outras pessoas”, pontuou Pimentel.

Iniciativas

O Plano Safra 2015/2016 prevê R$ 35,9 milhões em compras diretas da agricultura familiar pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Além disso, o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) vai destinar, pelo menos, R$ 100 milhões para compras de produtos da agricultura familiar.

O programa Garantia-Safra terá 70 mil cotas para o estado. O benefício é destinado a agricultores do semiárido mineiro que tiveram perdas de safra devido às secas ou ao excesso de chuvas. O Garantia-Safra é pago em cinco parcelas de R$ 170, totalizando R$ 850 para cada agricultor.

João Paulo Biage
Ascom/MDA

Fonte : MDA