.........

CRÉDITO RURAL – Famato solicita que Sema tome providências em relação à emissão da APF

.........

Arquivo Famato

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) solicitou à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) que sejam tomadas providências junto ao Banco do Brasil e demais instituições financeiras no que diz respeito à exigência da Autorização Provisória de Funcionamento (APF) para concessão de crédito rural para produtores mato-grossenses.

O pedido foi feito por meio de ofício protocolado na Sema na quarta-feira (17/05). O presidente da Famato Normando Corral explica que o documento está sendo exigido pelas instituições financeiras para liberação de crédito, mas desde o dia 25 de abril os produtores estão impedidos de obtê-lo.

“A emissão de APF é  vinculada ao Sistema do Cadastro Ambiental Rural, mas desde o dia 25 de abril as operações do sistema em Mato Grosso foram suspensas para que seja feita a migração dos dados para o Simcar, o novo sistema estadual de cadastro rural. Do ponto de vista legal não há problemas, pois o produtor tem até o dia 31 de dezembro para fazer o CAR. Mas os produtores estão sendo impedidos de acessar crédito rural pela não emissão da APF pela Sema”, pontua o presidente.

O presidente reforça que a permanência da exigência da APF pelas instituições financeiras pode acarretar prejuízos para a atividade agropecuária de Mato Grosso. “A liberação de crédito é essencial para o produtor garantir melhores preços dos insumos agrícolas, reduzindo assim os seus custos de produção, o que permite maior geração de emprego e renda durante a safra”.

Ascom Famato

Fonte: Famato