.........

Convênio mira na inclusão rural

.........

O governo estadual firmou ontem protocolo de intenções de cinco anos com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para implementar o programa Brasil Rural Sem Miséria. Serão atendidas 6 mil famílias de agricultores em situação de vulnerabilidade social, que recebem o Bolsa-Família. O Estado será o primeiro fora do Nordeste a executar o programa. A União repassará, de forma escalonada, R$ 2,4 mil e sementes por família, não reembolsável. Em contrapartida, o Estado entra com a assistência técnica para a inclusão produtiva. A ministra Tereza Campello espera que, com o estímulo, um dia esse produtor possa também vender ao governo. "Pretendemos levar o modelo para outros estados."
No ato, também foi assinada a adesão estadual ao novo modelo do Programa de Aquisição de Alimentos. Pela modalidade de Compra com Doação Simultânea, agricultores com renda mensal até R$ 70,00 poderão se tonar fornecedores do governo. A principal mudança será a entrega de um cartão. O agricultor não terá mais de esperar o repasse da prefeitura. Ele poderá sacar no banco assim que o sistema registrar o fornecimento.

Fonte: Correio do Povo