.........

Contratações do crédito rural ultrapassam os R$ 20 bilhões em dois meses

.........

Valor liberado em julho e agosto já representa mais de 15% dos recursos programados para a safra 2012/2013

por Globo Rural On-line

José Medeiros

Os produtores contrataram R$ 17,4 bilhões dos R$ 115,2 bilhões previstos para a agricultura empresarial em dois meses

As contratações do crédito rural para a agriculturasuperaram a marca dos R$ 20 bilhões nos meses de julho e agosto deste ano. Os números mostram que os financiamentos do Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013aumentaram em 21,3% o volume contratado em igual período no ano passado, que foi de R$ 16,5 bilhões.
O desembolso representa 15,1% do montante programado para o ano-safra 2012/2013. Nos dois meses, os produtores contrataram R$ 17,4 bilhões dos R$ 115,2 bilhões previstos para a agricultura empresarial. O montante é 19,9% superior ao alcançado em julho e agosto de 2011.
As razões para o aumento nas liberações, segundo oDepartamento de Economia Agrícola, foram as condições favoráveis do mercado de produtos agrícolas somadas ataxas de juros menores, limites de financiamento mais amplos e uma oferta de recursos maior em comparação à safra passada.
Os recursos para custeio e comercialização ultrapassam R$ 14,2 bilhões, o que representa 16,4% do valor previsto para safra atual (R$ 86,9 bilhões) e um aumento de mais de 30% na comparação com o mesmo intervalo do ano anterior. Os desembolsos dos programas de investimento chegam a R$ 1,8 bilhão. Nas linhas especiais de crédito, o destaque é o Programa de Sustentação do Investimento (PSI-BK), voltado à compra de máquinas de equipamentos agrícolas. Até agosto, 21,7% do programado já estavam nas mãos dos produtores, o que significa R$ 1,3 bilhão dos R$ 6 bilhões direcionados a essa linha de financiamento.
Do crédito rural destinado ao Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) já foram liberados R$ 398,8 milhões – ou 11,7% – dos R$ 3,4 bilhões disponibilizados pelo PAP 2012/2013. O volume é 357% superior ante ao contratado nos mesmos meses de 2011 (R$ 87,3 milhões).
Já para o custeio e comercialização do médio produtor foi liberado – por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) –, em julho e agosto desse ano, R$ 1,3 bilhão dos R$ 7,1 bilhões previstos. No segmento de investimento, as contratações alcançaram R$ 231,8 milhões, ou 5,8% dos R$ 4 bilhões programados.

Fonte: Globo Rural