Confirmada a suspensão da importação de café do Peru

O Departamento de Sanidade Vegetal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura suspendeu ontem a autorização para importação de café arábica verde do Peru. A decisão, antecipada pelo Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor, foi publicada no Diário Oficial da União.

A importação está suspensa até a apresentação, por parte da Organização Nacional de Proteção Fitossanitária (ONPF) do Peru, de um plano de trabalho para ser aprovado pelo Ministério da Agricultura brasileiro.

A autorização havia sido dada pelo ministério numa instrução normativa publicada em 29 de abril, e assinada pelo secretário de Defesa Agropecuária, Décio Coutinho. A instrução liberava a importação de grãos de café arábica peruano (categoria 3, classe 9) desde que respeitados os critérios fitossanitários determinados.

Mas em nota do ministério, divulgada ontem, Coutinho diz haver fatores de risco adicionais na eventual importação de café do Peru. "O Ministério da Agricultura suspendeu as importações para aguardar novas garantias do governo do Peru, a serem avaliadas em um plano de trabalho, que assegure o envio do produto livre de pragas para o Brasil".

Segundo o ministério, o plano deverá conter informações sobre a produção de café, as pragas e os tratamentos fitossanitários usados. O documento deverá descrever as medidas para redução de risco de envio de pragas no comércio.

O Conselho Nacional do Café (CNC) comemorou a revogação da autorização e disse que a importação de café só deveria ser admitida, "única e exclusivamente", em caso de extrema necessidade.

Fonte: Valor | Por De Brasília e São Paulo