.........

Confinamento de gado em MT aumenta 28,9%

.........

Fonte: Valor | Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo

Levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) mostra que o confinamento de gado bovino no Estado cresceu 548% nos últimos seis anos. O número de animais criados sob engorda intensiva saiu de 117.879 cabeças em 2005 em Mato Grosso para 763.947 bovinos este ano. O Estado é dono do maior rebanho bovino do país, com 29 milhões de cabeças.

O número deste ano é 28,9% superior ao de 2010, quando Mato Grosso confinou 592.834 bovinos. O maior aumento ocorreu na região do chamado médio norte mato-grossense (alta de 72%). Na região oeste do Estado, o confinamento caiu 16,4%.

O superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, diz, em nota, que a região do médio norte "é grande produtora de grãos e isso demonstra a verticalização da cadeia do agronegócio, transformando grãos em proteína animal". A oferta de grãos é um estímulo para a atividade.

A Acrimat observa que o confinamento avançou este ano apesar de a variação do preço da arroba do boi gordo, entre julho e novembro, ter sido de 7,2%, bem inferior à valorização de 37,2% registrada em igual período do ano passado.

Conforme a pesquisa do Imea, o custo do confinamento em Mato Grosso aumentou 31,5% este ano sobre 2010. O item do custo que mais aumentou de um ano para outro foi a alimentação (51%). A razão é a alta dos preços dos grãos usados na ração dos bovinos. O item aquisição de animais teve aumento de 14,8% entre 2010 e 2011.